‘Nem deveria presidir mais a Câmara, imagine aceitar impeachment’, diz Luiza Maia sobre Cunha

A deputada Luiza Maia (PT) reagiu à decisão de abertura do processo de impedimento da presidenta Dilma Rousseff, anunciada na quarta-feira (02) pelo presidente da Câmara Federal, deputado Eduardo Cunha (PMDB/RJ). “Ele está ‘sapateando na cara’ da sociedade”.

luiza_maia_sessao_ordinaria_foto_marcelo_ferrao_03112015 (63) (2)

-Publicidade-
-Publicidade-

“É um absurdo que um réu num processo por corrupção, no Conselho de Ética da Câmara, investigado pela Lava Jato, protagonize a condução de um pedido de impeachment de uma presidenta que não tem nenhuma acusação de crime cometido. É uma afronta à democracia”, disparou a parlamentar.

Luiza disse ainda que Cunha não tem mais legitimidade para presidir a Câmara dos Deputados, não só pelas acusações: “Evidentemente ele agiu em retaliação ao voto da Bancada do PT pela continuidade do processo de cassação dele, no Conselho de Ética. Não adianta inventar desfaçatez para justificar o golpe”.

Para ela, Dilma lutou contra a ditadura militar, resistiu e não vai se curvar ao ataque de Eduardo Cunha. Ele, inclusive, pode virar réu no Supremo Tribunal Federal a qualquer momento e está claramente tentando fragilizar ainda mais o Brasil, neste momento de crise financeira internacional.

Fonte: Ascom / Luiza Maia