Prefeitura desocupa prédio com risco de desabamento no Inocoop

Em atenção à solicitação dos moradores do Bela Vista, a Prefeitura realizou, nesta terça-feira (08/12), a desocupação dos prédios Crisântemo e Copo de Leite, no Inocoop, em risco de desabamento, ocupados por invasores, que vinham causando transtornos e insegurança à população do bairro.

091215025949269817

-Publicidade-
-Publicidade-

Das 15 famílias que residiam no local, apenas três se enquadravam nos critérios sociais e habitacionais do Município. Elas foram realocadas para um prédio público, enquanto aguardam os trâmites para receber beneficios da Prefeitura. As demais famílias estão em residências de parentes ou voltaram às cidades de origem.

A iniciativa da Prefeitura foi comemorada pela presidente da Associação de Moradores do Bela Vista-Inocoop, Elinei Brito. Ela ressalta a importância da ação para salvaguardar a vida das famílias que residiam nos prédios e dos vizinhos. Além disso, elogiou a agilidade da Prefeitura em atender a solicitação da comunidade.

A Prefeitura, através da Seops (Secretaria da Ordem Pública e Sustentabilidade), está fechando as entradas dos prédios com alvenaria, mais precisamente com blocos de concretos. Enquanto o serviço é executado, a vigilância patrimonial do Município está no local 24 horas por dia, para evitar novas invasões.

A Seops estabeleceu uma parceria com a Associação de Moradores do Inocoop-Bela Vista para que eles ajudem na fiscalização. A solicitação para desocupação foi enviada à Prefeitura através de um abaixo-assinado.

Um engenheiro perito estruturalista será contratado pela Prefeitura para emitir laudos, explicando as causas dos prédios estarem inclinados. Com os laudos, a Prefeitura dará continuidade ao processo jurídico junto à Promotoria Pública para que seja emitida de forma legal a autorização de demolição.

A desocupação foi realizada pela Seops (Secretaria da Ordem Pública e Sustentabilidade) em parceria com a Defesa Civil, a Segov (Secretaria de Governo), a Sedes (Secretaria do Desenvolvimento Social) e a Sedur (Secretaria de Desenvolvimento Urbano).

Fonte: Ascom / PMC