Partidos se posicionam sobre a prisão de Elinaldo

Partidos políticos enviaram, nesta terça-feira (15), uma carta à sociedade de Camaçari sobre a prisão do vereador Elinaldo, ocorrida na última quinta-feira (10). Segue nota na íntegra:

NOTA À SOCIEDADE DE CAMAÇARI

-Publicidade-
-Publicidade-

Camaçari, 15 de dezembro de 2015

A sociedade camaçariense ficou estarrecida com a revelação do desmonte de uma organização criminosa que, conforme o Ministério Público da Bahia e a Justiça baiana, era chefiada pelo vereador Elinaldo, do DEM, preso pela Polícia Civil na quinta-feira (10/12), na Câmara de Vereadores, durante os trabalhos legislativos.

Nós, dirigentes dos partidos de Camaçari, registramos nosso apoio às investigações e repúdio à tentativa do DEM de desqualificar o trabalho do Ministério Público, da Justiça Baiana e da Polícia, uma vez que, segundo estes mesmos órgãos, todo o processo foi baseado em provas concretas.
Ressaltamos ainda o fato de que a denúncia do Ministério Público foi assinada por 6 (seis) promotores, já o mandado de prisão contra o vereador e mais três membros da denominada organização criminosa foi expedido com a assinatura de três juízes.

Cabe agora ao vereador, na qualidade de réu, explicar na Justiça o seu grau de envolvimento com a série de delitos investigados há mais de um ano. Até mesmo o Habeas Corpus que garante a liberdade provisória do investigado destaca a veracidade dos fatos.

Pela primeira vez na história de Camaçari, há registros concretos da existência de uma conexão real entre a política e o crime organizado. Alertamos a população camaçariense para a necessidade de se unir às autoridades para eliminarmos o braço criminoso existente da política local.

Assinam esta nota os diretórios municipais do PT, PMN, PSL, PROS, PR, PCdoB, PSB, PV, PTC, PHS e PTdoB.

Fonte: Ascom