Deputado xinga servidor público de Camaçari

O deputado estadual Marcelino Galo (PT) agrediu verbalmente um servidor do Judiciário baiano, após a aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 148\2015, ocorrida nesta quinta-feira (17), na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba). Galo utilizou palavras de baixo calão, chegando ao ponto de xingar o trabalhador, que foi ao local protestar contra a proposta que retira direitos garantidos dos funcionários públicos de todo o estado.

Marcelino-Galo-1024x754

-Publicidade-
-Publicidade-

Ricardo Ribeiro Sales, lotado na comarca de Camaçari, local que também é base eleitoral do deputado, afirma que depois da aprovação do texto saiu do saguão da Casa juntamente com outros cinco trabalhadores e encontrou Galo. Indignado com o pacote encaminhado pelo governo, falou ao petista que ele e o PT eram traidores e que os servidores iriam derrubá-los. Segundo Sales, nesse momento o petista perguntou se o trabalhador havia votado nele. Ao ouvir uma resposta negativa, o parlamentar ficou agressivo e mandou o servidor tomar no ** duas vezes.

“É um desrespeito um representante do povo falar dessa forma com qualquer cidadão. É desrespeitoso ele se dirigir a um trabalhador com palavras de baixo calão. Eu só estava exercendo o meu direito de protestar contra esse pacote de ruindades do governo Rui Costa”, afirmou, revoltado, Sales.

Assim como ocorreu no último dia 9, os servidores públicos baianos de todas as áreas foram à Alba se manifestar contra a PEC 148, que altera as regras para o pagamento de férias. No entanto, contrariamente ao que ocorreu na semana passada, em que a matéria foi retirada da pauta, a PEC foi aprovada no primeiro turno.

Fonte: Sintaj (Sindicato dos Servidores dos Serviços Auxiliares do Poder Judiciário do Estado da Bahia)