Residenciais Parque das Algarobas I, II, III são entregues em Camaçari

Os Residenciais Parque das Algarobas I, II, III foram entregues em Camaçari, nesta quarta-feira (3). No total de 1.488 unidades habitacionais, com investimento de R$ 90,6 milhões. A cerimônia de entrega dos residenciais, construídos no bairro Santa Maria, por meio do programa Minha Casa, Minha Vida contou com a participação da presidenta Dilma Rousseff, por meio de transmissão simultânea ao vivo por videoconferência.

Segov_Sehab_entregas_ALgarobas_foto_Adenilson_Nunes_030216 (231) Segov_Sehab_entregas_ALgarobas_foto_Adenilson_Nunes_030216 (233) Segov_Sehab_entregas_ALgarobas_foto_Adenilson_Nunes_030216 (235) Segov_Sehab_entregas_ALgarobas_foto_Adenilson_Nunes_030216 (240)

Além de Camaçari, outras famílias de Salvador  e do município de Luís Eduardo Magalhães, no extremo oeste do estado, receberam as chaves da casa própria, no mesmo dia.

O prefeito Ademar Delgado declarou que foi mais um dia de imensa satisfação, alegria e emoção para o governo. “Nós sabemos o quanto trabalhamos para poder promover a inclusão social das pessoas. É em momentos como este que sentimos que o esforço vale a pena, ao perceber o brilho nos olhos das pessoas que tiveram o sonho da casa própria concretizado”.

Para o governador Rui Costa, esse é mais do que um programa habitacional, é um programa social. “Eu nasci e vivi toda minha infância e juventude numa encosta, e só quem já viveu situação de risco, em locais com riscos de desabamento, só quem vivia de aluguel sabe o valor que tem uma casa própria”, afirmou Rui, antes de entregar a chave a uma das futuras moradoras do residencial, que se soma aos mais de 682 mil baianos que moram em unidades do Minha Casa Minha Vida.

O dia foi marcado por diversas entregas simultâneas, além das três realizadas na Bahia, em outros estados, como São Paulo, Ceará, Maranhão e Paraná, com transmissão para todos os locais de inauguração e a presença da presidente Dilma Roussef.

No total foram inauguradas 7.840 unidades habitacionais no Brasil com dois quartos, sala, banheiro, cozinha e área de serviço, além da infraestrutura de lazer e intervenções em urbanização, como pavimentadas, redes de água, esgotamento sanitário, drenagem e energia elétrica, construídas com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

Fernanda Melo / Redação Nossa Metrópole