Mutirão atende famílias com casos de microcefalia

Um mutirão do Instituto Nacional do Seguro Nacional (INSS) atendeu 60 famílias que têm crianças com microcefalia, doença associada ao vírus da zika, no sábado (12), na agência de Brotas, em Salvador. O órgão terá dez dias para analisar os pedidos das famílias interessadas.

caso_microcefalia

-Publicidade-
-Publicidade-

Microcefalia é quando o bebê nasce com o perímetro da cabeça menor que 32 centímetros, o que pode levar a problemas graves no desenvolvimento da criança.

Quem tem interesse em adquirir o benefício ainda pode ter direito ligando para o número 135, para agendar o atendimento antes de procurar uma agência. Para conseguir o auxílio, é preciso ter renda familiar por pessoa de até 1/4 do salário mínimo (R$ 220). A família que adquire o direito começa a receber o benefício a contar da data em que o pedido foi feito.

As famílias que têm crianças com a doença terão direito a receber o benefício de um salário mínimo. O auxílio pode ser suspenso caso as condições sociais e econômicas da família sejam alteradas.

Pai de uma criança com microcefalia, o analista de logística Luciano Bertolucci espera que o benefício ajude a custear as necessidades do filho.“Além de todos os gastos normais que um bebê tem, ainda tem gastos com remédio, de transporte, locomoção. Eu espero que no final dê tudo certo”, acredita.

Segundo o chefe de benefícios do INSS, Marcelo Caetano, quem tiver interesse em adquirir o auxílio deve procurar a agência com a documentação necessária. “Precisa trazer documentos pessoais e os formulários de declaração de grupo familiar. Vai ser atendido, passar pela avaliação social e perícia medica”, explica.

Fonte: G1