Técnica Dilma Mendes integra equipe de entidade nacional

Há 32 anos atuando com esporte em Camaçari, a técnica de Futebol, Futsal e Fut7 e moradora do bairro Gleba A, Dilma Mendes é a única mulher do Brasil a fazer parte da equipe que ministra cursos pela Confederação Brasileira de Fut7. A escolha de Dilma Mendes ocorreu através de seleção e o resultado foi divulgado no início desse ano.

986628df-94bc-4707-ab29-9cb5534c560a

-Publicidade-
-Publicidade-

A técnica, que é formada em Educação Física, com pós-graduação em Esporte Escolar, e está cursando mestrado também em Esporte Escolar é responsável por falar sobre fundamentação e bases do Fut7 pela Confederação. A equipe é formada por outros três técnicos profissionais, um de São Paulo, um do Rio Grande do Sul e outro do Rio Janeiro.

A trajetória de Dilma Mendes como técnica começou quando ela sofreu uma lesão no joelho, teve que passar por cinco cirurgias e foi forçada a abandonar a carreira como jogadora de futebol. Ela conta que não se considerava uma das melhores jogadoras e se interessava em entender mais os aspectos técnicos do futebol e futsal. Durante o período de recuperação da lesão, a meta diária dela era aprender mais sobre a tática, técnica e fundamentos dos dois esportes.

Atualmente, além de treinar as seleções feminina, masculina e de Fut7 de Camaçari, Dilma Mendes mantém também um projeto social que oferece gratuitamente aulas de Fut7 para 140 crianças de 6 a 16 anos em parceria com amigos e apoio da Cidade do Saber e Sedel (Secretaria do Esporte e Lazer).

HISTÓRIA

A experiência como técnica começou em escolinhas de base através de projetos sociais e depois treinando equipes de futsal feminina. Dentre as conquistas está o 1º título brasileiro de futsal feminino para a Bahia. E o trabalho continuou com o futsal e futebol feminino até que ela começou a se encantar por um novo esporte, o Fut7, onde começa a fazer história.

No Fut7, a carreira começou em um campo que ela dominava, treinando as seleções de Fut7 feminina que é a atual vice-campeã do Brasil e a sub-17 a quarta melhor do Brasil. Depois ela se propôs a um desafio, montar e treinar a equipe masculina “eu sempre enfrentei muito preconceito por ser mulher e querer viver nesse ambiente que a sociedade dita como masculino, mas consegui realizar meus objetivos e hoje sou respeitada pelo trabalho que faço”, ressalta Dilma. Hoje, a equipe masculina de Fut7 de Camaçari está entre as 10 melhores do país.

A frase “não queira ver a professora romântica” é uma da mais comentadas entre os atletas e, de acordo com ela, é irônica, pois ela faz questão de contar que o trabalho é bem elaborado com intuito de ter sempre profissionais com nível de seleção brasileira. É também aos atletas e a comissão técnica que ela agradece por ter sido selecionada pela entidade. “Um técnico não é nada sem os atletas, se não houver harmonia entre os jogadores, a técnica e comissão, de nada vale”, pontua.

Os atletas da equipe sub-17 de Fut7 são beneficiados pelo programa municipal Bolsa Atleta que incentiva a prática esportiva em diversas modalidades e cujos esportistas contemplados são classificados pelo bom desempenho escolar e títulos estaduais e nacionais, além de outros critérios.