Equoterapia tem facilitado a reabilitação de muitas pessoas

Através da parceria com a Sesau (Secretaria da Saúde), 50 pessoas praticam atividades de reabilitação biopsicomotriz no Centro de Equoterapia Nosso Lar, localizado no bairro Santo Antonio. Para promover mais qualidade de vida, o trabalho é desenvolvido com equipe multidisciplinar, na pista de equoterapia e com auxílio de cavalos.

equoterapia_1
A equipe é formada por psicólogos, fisioterapeuta, equoterapeuta, instrutor de equitação para equoterapia, auxiliar guia e fonoaudiólogo. Ao chegar no Centro, o praticante apresenta a documentação com a indicação médica e a equipe faz uma avaliação para definir o trabalho a ser desenvolvido, o qual abrange os campos físico e psicológico.

Atualmente, os praticantes de equoterapia atendidos pelo SUS (Sistema Único de Saúde) têm idade entre 2 e 18 anos, e foram encaminhados por médicos neurologista e neuropediatras do CEMPRE (Centro Multiprofissional de Reabilitação Física) e pelo psiquiatra do CAPSi (Centro de Atenção Psicossocial Infantojuvenil). Dentre os transtornos apresentados pelos praticantes estão a paralisia cerebral, microcefalia e síndrome de down.
CAVALGANDO PARA O FUTURO

Em parceria com a Sedes (Secretaria do Desenvolvimento Social), é realizado neste mês de agosto, no Centro de Equoterapia Nosso Lar, o projeto Cavalgando para o Futuro. A ação é voltada para ressocialização de crianças e adolescentes, de 12 a 18 anos que cumprem medidas socioeducativas.
A ideia é que o contato com animais e com a família ajude na reintegração destas pessoas na sociedade. Este projeto é piloto. Participam da ação 30 pessoas. As atividades são realizadas às quintas-feiras, e o primeiro encontro aconteceu no último dia 4.

Ascom :PMC