Centro de Convenções: MP vai notificar governo e construtora

 

O Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA) vai notificar a Secretaria Estadual de Turismo (Setur) e a empresa Metro Engenharia e Consultoria, que executa as obras de reparo no Centro de Convenções da Bahia, em Armação. As notificações, solicitando esclarecimentos e indicação de responsáveis, deverão ser encaminhadas ainda hoje, segundo a promotora Rita Tourinho.

-Publicidade-
-Publicidade-

sem-titulo-1

Na última sexta-feira, parte do primeiro e segundo andares desabou sobre a marquise, ferindo três pessoas – dois policiais militares e o vigilante Sérgio Souza, 37 anos, que trabalhava no local. Ainda de acordo com a promotora, o MP-BA já havia solicitado, neste ano, uma perícia no imóvel após o engenheiro civil Carlos Emílio Meneses Strauch, autor do projeto estrutural do Centro de Convenções, afirmar que estava preocupado com a reabertura do espaço – prevista para o dia 15 de outubro.
“Ele [Strauch] afirmou que não tinha como reabrir o local”, disse, anteontem, a promotora. Hoje à noite, termina o prazo de 72 horas que o governo do estado deu para começar a perícia na área atingida pelo desmoronamento. De acordo com a Secretaria de Comunicação (Secom), o trabalho deverá começar mesmo amanhã, já que o prazo vence à noite.

O governo também tem feito reuniões para discutir as providências a serem tomadas. Ontem, parte da rotatória que fica em frente ao Centro de Convenções continuava interditada. Um tapume foi instalado no local para isolar o prédio. Um drone foi utilizado pelo Corpo de Bombeiros para filmar as áreas comprometidas do Centro de Convenções, mas as imagens não serão divulgadas, para evitar conclusões precipitadas sobre o incidente, segundo a assessoria do governo.

Com o desmoronamento de parte da estrutura, o XVII Congresso Internacional de Odontologia da Bahia, que seria realizado no local entre os dias 2 e 6 de novembro, logo após a reinauguração, foi transferido para a Arena Fonte Nova.

Fonte: Correio