“Governo mente sobre a previdência”, denuncia Luiz Caetano

O debate sobre a reforma da previdência proposta pelo governo Michel Temer começa a atrair os holofotes no Congresso Nacional. Ainda sendo debatida na comissão especial, a matéria deve chegar em breve ao plenário da Câmara dos Deputados. No entanto, o deputado federal Luiz Caetano (PT) utilizou a tribuna, na tarde desta terça (21/02), para expressar sua posição contrária à proposta que, segundo ele, vai prejudicar a classe trabalhadora.

caetano

-Publicidade-
-Publicidade-

De acordo com o parlamentar, o governo esconde a verdade quando diz que a previdência é deficitária. “Essa propaganda que o governo federal está fazendo é mentirosa. Estão gastando dinheiro público para mentir para a sociedade. A previdência não é deficitária”, discursou.

Utilizando-se de dados levantados pela Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil (ANFIP), Caetano afirmou que a previdência não gera prejuízo como afirma o governo federal. “Nos últimos anos, os superávits foram sucessivos. Em 2006, teve 59,9 bilhões de superávit; em 2007, 72,6 bilhões; em 2008, 64,3 bilhões; em 2009, 32,7 bilhões; em 2010, 53,8 bilhões; em 2011, 75,7 bilhões; em 2012, 82,3 bilhões; em 2013, 76,2 bilhões; em 2014, 53,9 bilhões”, explicou.

Caetano sugeriu, ainda, que, ao invés de fazer uma reforma na previdência, o ideal seria investigar para onde estaria indo o dinheiro do superávit, através de uma Comissão de Inquérito.

“O que o presidente ilegítimo está fazendo é uma falácia para aprovar, aqui, um desmonte da previdência. Em 10 anos, houve uma sobra de 658 bilhões na Previdência brasileira. Para onde está indo esse dinheiro?”, questionou.

Ascom: LC