Eliminada do BBB com recorde, Elis é pedida em casamento ao vivo

A comerciante Elis foi eliminada na noite desta terça-feira (28) do Big Brother Brasil 17, em paredão triplo disputado com Ilmar e Daniel. Ela saiu com 80,2% dos votos, batendo recorde de votação em paredões com 3 pessoas – até então, a “honra” era de Tessália, do BBB 10, que saiu com 78% dos votos. Ao deixar a casa, ela foi pedida em casamento ao vivo pelo companheiro de muitos anos, Luís.

“Melhor que R$ 1,5 milhão. O jogo foi bom. Desculpem os deslizes, as falhas”, disse Elis, no palco, depois de aceitar o pedido de casamento. “Foi bom demais, eu aproveitei”, afirmou, em conversa com o apresentador Tiago Leifert. “Casada oficialmente”, disse ela, ao falar da sua vida de pós-BBB.
Elis foi indicada à berlinda pelos líderes da semana, Emilly e Daniel, acusada de criar intrigas com os participantes da casa com suas histórias, por vezes inventadas. Hoje, antes do programa, ela admitiu que deveria ser a eliminada. “Eu até estava confiante, mas depois do que uma pessoa me contou…”, disse, sem mais detalhes, a Rômulo, que concordou: “Para ser franco, eu também acho que você sai hoje”.

 

Aparentando calma, Elis disse que estava satisfeita com seu desempenho no reality show: “Estou muito feliz, eu realizei um sonho. Vou sentir falta mesmo das festas. Mas agora eu vou acompanhar tudo de fora da casa”.

 

“A gente sabe porque a gente colocou vocês aí. A gente se apaixonou por vocês, por qualidades e defeitos. Eu não me lembro de ter colocado ninguém perfeito aí. Perfeição é chato. É do choque das personalidades entre vocês que o jogo acontece. Não é torneio de faxina, a experiência não é coletiva, é individual. A pessoa que vai sair hoje em algum momento ela errou na estratégia, mas vai sair por cima, mas honrou a oportunidade que teve. Se jogou, viveu”. disse Leifert antes de anunciar a saida da comerciante.

 

Confusão
A brasiliense de 40 anos foi batizada por Leifert de “agente do caos” por conta de suas ações na casa. Fofocas, nem sempre verdadeiras, humor e uma dose de inconsequência guiaram Elis no reality show. Prometeu imunidades, jurou alianças e fez parcerias com várias pessoas na casa, sempre na busca de mais uma semana na casa. Nessa última, não deu certo e acabou emparedada pelos líderes, que a apontaram como “leva e traz” e sem sinceridade.

Já no paredão, ela voltou a se envolver em confusão, acusando Marcos de pedir suborno. “Você pediu R$ 400 mil para não me emparedar”, disse. Depois, ela assumiu para Marinalva que isso não era exatamente verdade e que às vezes “mete a louca”. Mas já estava tarde: atraiu a fúria do favorito Marcos, que disse que sairia da casa se ela não fosse eliminada, e ficou assim na linha de ataque da torcida do médico, que passou a votar contra a comerciante.

Fonte: Correio