Dez mil mochilas confeccionadas por mulheres chegam a rede pública de ensino em Camaçari

Para marcar a 4ª edição do Programa de Mochilas Sustentáveis, financiado pelo Ford Fund, braço filantrópico da marca, a Ford promoveu um evento para contar as histórias por trás da confecção das mochilas. Sob o tema “Feito por Elas”, um bate-papo foi conduzido pela cantora Negra Li com 20 costureiras que fazem parte do programa, na Casa do Trabalho, em Camaçari (BA). As costureiras contaram suas histórias de superação, ressaltando a importância da capacitação em corte e costura para a mudança em suas vidas, e explicaram como estão conseguindo gerar renda com esse trabalho. O evento também contou com a exposição dos produtos feitos por elas.


O projeto vai muito além da confecção de mochilas. Quarenta mulheres em situação de vulnerabilidade social participam do processo de confecção. Elas recebem bolsa-auxílio e capacitação em corte e costura nas unidades da ONG. O material usado são as fardas dos empregados, que antes eram incineradas quando devolvidas no setor de Recursos Humanos. Os adolescentes que fazem parte do Projeto Axé se encarregam de criar estampas e customizar as mochilas. Além disso, a cada ano, desde que começou a parceria, o Projeto Axé realiza workshops sobre customização para estudantes em 10 escolas públicas de Camaçari.

 

Monitores vão até as escolas ensinar aos alunos como eles podem aproveitar as roupas que não são mais usadas.
Desde a sua concepção até o final deste ano, o programa já terá capacitado 130 mulheres em Camaçari e Salvador, 160 jovens do Projeto Axé e 1.640 alunos de 11 a 17 anos da rede pública de Camaçari terão participado dos workshops. Além disso, 40 mil mochilas já terão chegado às mãos das crianças das escolas do município (veja os dados detalhados na tabela). “O maior objetivo da Ford com este projeto é estimular cadeias produtivas sustentáveis e gerar renda com trabalho e conhecimento.

 

Além de participarem do processo de produção das mochilas sustentáveis, as mulheres podem criar suas próprias peças para obter renda extra”, afirma Adriane Rocha, gerente de Relações Corporativas da Ford.
Além do aspecto social, a iniciativa é voltada também para a conservação ambiental, incentivando a reciclagem de materiais, uma vez que as mochilas são produzidas a partir do reaproveitamento de materiais. Como parte, ainda, do lançamento dessa edição, 50 empregados da Ford fizeram a entrega simbólica de 242 mochilas para as crianças matriculadas no Centro Integrado de Educação Infantil do Caminho do Mar, em Camaçari.

Ascom: Ford