“Que gay o caralho. Eu sou um ser humano”, diz Ney Matogrosso em entrevista

Ney Matogrosso é uma das pessoas mais incríveis que já pisou na face dessa terra. Em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo ele falou sobre diversos temas incluindo política, direitos igualitários e minorias. Ao ser questionado se ele se considera representante de uma minoria ele sambou na resposta e deu um recado para muita gente que se importa com a vida dos outros.

“Eu não. Nunca peguei essa bandeira, não me interessa. Acho que eu sou útil assim, falando, conversando. Teve um encontro internacional gay no Rio, queriam que eu fosse presidir. Eu disse que não, não penso assim. Aí foi o Renato [Russo]. Tá certo, ele é quem tinha de ir, a cabeça dele era assim. Eu não defendo gay apenas, defendo índios, fiz um vídeo recentemente pedindo a demarcação de terras. Defendo os negros, que estão na mesma situação que viviam nas senzalas, estão presos aos guetos. Me enquadrar como “o gay” seria muito confortável para o sistema. Que gay o caralho. Eu sou um ser humano, uma pessoa. O que eu faço com a minha sexualidade não é a coisa mais importante na minha vida. Isso é um aspecto, de terceiro lugar”, disse na entrevista.

 

Em outro trecho ele ressalta que o mais importante na vida do ser humano é, obviamente, o seu caráter. “Ter caráter, ser uma pessoa honesta, de princípios, que trata bem as outras. Ser uma pessoa afetuosa, amorosa. Isso é mais importante do que com quem eu trepo. Sou benquisto e recebo isso nas ruas, das pessoas”.

É por essas e outras que apenas amamos Ney! Um lusho, um divo e uma paixão!

Fonte: Me Salte