Nova geração da Galinha Pintadinha estreia na Netflix

A Netflix estreia nesta quinta (17) a série Galinha Pintadinha Mini, voltada para crianças em idade pré-escolar
O maior sucesso infantil brasileiro dos últimos anos deu cria. Ou melhor, pintinhos. A Netflix estreia hoje a série Galinha Pintadinha Mini, que promete uma roupagem mais moderna da personagem, com muitos elementos musicais e educativos, voltada para crianças menores, em idade pré-escolar. No total, serão 26 episódios de 12 minutos, que estrearão no serviço em duas partes: 13 hoje e os demais no dia 1º de novembro.

 


A produção é um spin-off de Galinha Pintadinha, sucesso entre as crianças brasileiras. As histórias sempre trazem uma moral no final, com atividades entremeando as histórias. Os personagens já conhecidos do público infantil ganham um visual mais fofo: a Popó, como a galinha é conhecida, divide a cena com o Galo Carijó e o Pintinho Amarelinho. Também ganham destaque na nova série o restante da turma, formada pela Borboletinha – que faz mágicas e apresenta receitas deliciosas – e a Baratinha, estrela musical ao lado dos insetos de sua banda. Os episódios podem ser assistidos de uma só vez ou em partes, conforme a vontade dos pequenos.

A novidade deve aumentar ainda mais a popularidade da gorduchinha e azul, que acaba de conquistar a posição de primeiro personagem brasileiro com animações em sete idiomas. A Galinha Pintadinha, que já foi o primeiro canal brasileiro do YouTube a atingir 5 bilhões de visualizações, acaba de bater novo recorde: são mais de 10 bilhões de views, somando os canais em português, espanhol, inglês norte-americano, inglês britânico, italiano, francês e japonês.

A animação, criada em 2006 por Prado e seu sócio, Marcos Luporini, está disponível no aplicativo da Galinha Pintadinha e nas principais plataformas de streaming, como Netflix, Playkids e NetNow, além das lojas virtuais do iTunes e Google Play. Além do sucesso de audiência, a marca tem êxito crescente no faturamento com produtos licenciados. Só em 2016 a personagem rendeu R$ 371 milhões em vendas no varejo brasileiro. A expectativa de crescimento para o próximo ano é de 12%.

Fonte: Correio