Aviões do Forró cobra R$ 17 milhões de Solange Almeida na Justiça

Após processar a banda Aviões do Forró, agora é Solange Almeida que sentará no banco dos réus por conta de uma ação movida pelo seu ex-grupo musical. Isaías Duarde, empresário da banda, diz que a cantora deixou o grupo com uma dívida de mais de R$ 17 milhões.

De acordo com informações do Diário de Pernambuco, Isaías CD, como é conhecido, ainda tentou negociar a permanência de Solange na banda. Entretanto, a cantora teria preferido seguir a carreira solo e se jogar pelo mundo do ‘sertanejo feminino’, em alta por causa de nomes como Marília Mendonça, Mayara e Maraísa, Simone e Simaria, quando anunciou seu desligamento.

A publicação ainda conta que Isaías relata que os sócios do Aviões do Forró concordaram em aumentar de 15% para 25% as cotas de Solange na sociedade.

“Não satisfeita, ao final do mês de setembro de 2016, a demandante avisou que estava em negociação com um empresário em São Paulo. Ele se propunha a investir na gravação de um CD e um DVD em caráter ‘solo’. E, mesmo tendo sido abonada com 10% do capital social, insistia em abandonar a banda Aviões do Forró de modo absolutamente abrupto, comprometendo, gravemente, todo o planejamento societário. Simplesmente ignorando os inúmeros eventos que já haviam sido contratados entre a empresa e os tomadores de serviços (shows), entes públicos e privados”, contou Isaías CD.

Fonte – Correio da Bahia