Guerrero sobre final entre Brasil e Peru: ‘Não tem favorito’

Seleções disputam a taça da Copa América domingo (7), no Maracanã. Foto: Jeferson Guareze / AFP

 

O Peru vai ter a chance de reconquistar o título da Copa América depois de 44 anos, domingo (7), diante do Brasil, às 17h, no Maracanã. Esta oportunidade foi muito festejada pelos jogadores do técnico Ricardo Gareca, após a vitória por 3×0 sobre o Chile, em Porto Alegre, na noite de quarta-feira (3).

-Publicidade-
-Publicidade-

“Estamos fazendo história e me sinto orgulhoso da equipe. Todos jogaram bem e nós merecemos chegar à final. Foi nossa melhor partida no torneio. As partidas diante do Chile são clássicos e sempre muito difíceis”, afirmou Guerrero, autor do terceiro gol

“O gol está em terceiro plano para mim. O mais importante é a conquista da equipe. Depois da vaga no Mundial da Rússia, queríamos chegar ao máximo possível na Copa América e conseguimos”, afirmou o centroavante do Internacional.

Para o jogador, acostumado a jogar no Brasil, não há favorito para a decisão do título. “Estamos na final. Agora vamos descansar e pensar no Brasil. A final será muito difícil. Não acho que tenha um favorito. É uma final e precisa ser jogada com muita vontade. Respeitamos o Brasil. Vai ser um jogo duro e difícil”, afirmou o maior artilheiro da Copa América em atividade, com 13 gols.

Autor do segundo gol da partida, Yotún acredita que o jogo na final com o Brasil vai ser bem diferente daquele da terceira rodada da primeira fase, quando a seleção brasileira goleou por 5×0. “Trata-se de uma final. É preciso vencer e vamos entrar para vencer. Será um outro jogo, muito diferente”.

 

Fonte: Correio 24h