Mil beneficiados recebem cartão do Programa Municipal Bolsa Social nesta quarta

Jucilene Costa residente do Condomínio Caminho do Mar, na Cetrel. Foto: Nossa Metrópole

 

“Hoje recebo meu cartão Bolsa Social com a quantia onde poderei comprar em mercados ou farmácias. O beneficio é um complemento da renda que veio na hora certa”. A afirmação é da dona de casa, Jucilene Costa, residente do Condomínio Caminho do mar, na Cetrel, que participou da cerimônia de lançamento do programa municipal Bolsa Social. O ato aconteceu na manhã desta quarta-feira (31), no Ginásio de Esporte da Cidade do Saber.

-Publicidade-
-Publicidade-

Além de Jucilene, outras mil pessoas que foram cadastradas no programa, por meio da busca ativa, receberam o cartão de permite a utilização de valores entre R$ 100 a R$ 150 em supermercados e farmácias no município.

 

Naiane Soares, moradora do Residencial Algarobas, na localidade de Santa Maria, beneficiada pelo programa. Foto: Nossa Metrópole

“Chegar ao mercado e comprar comida e lanches para as crianças ou ir à farmácia e compra um remédio é sentir o cuidado da gestão em contribuir com o bem estar das pessoas mais carentes do município”, observa a dona de casa, Naiane Soares, moradora do Residencial Algarobas, na localidade de Santa Maria que recebeu o cartão do Bolsa Social.

Durante o lançamento do programa, o prefeito Antônio Elinaldo (DEM) destacou a importância do benefício que foi instituído com recursos do próprio município. “O momento é de muita felicidade, pois esse é um resultado de que estamos fazendo um trabalho voltado para as pessoas que mais precisam. O Bolsa Social é um projeto do município com recursos do município, assim como outros projetos de cunho assistencial que temos hoje”, afirma.

O lançamento contou com a presença do vice-prefeito Tude, deputado federal Paulo Azi, secretários e vereadores. Foto: Nossa Metrópole

 

Para a secretária de Desenvolvimento Social e Cidadania (Sedes), Andrea Montenegro, o benefício é uma forma de amparar as famílias mais carentes do município. “É o maior programa social da história do município, pois permite que as famílias em vulnerabilidade recebam o auxílio mensal e a partir de hoje os beneficiados sairão com seu cartão e senha”, dispara.

Conforme a gestora da pasta, até novembro serão mais de 5 mil beneficiados. “Hoje estamos entregando mil, no próximo mês serão mais mil cartões e assim sucessivamente até novembro. Então, quem tem a necessidade e se encontra em situação de vulnerabilidade, já pode procurar o Cras da localidade onde reside, efetuar o cadastro e aguardar a visita da equipe da Proteção Social Básica”, orienta.

Sobre o Bolsa Social

Além de complementar a renda, o Bolsa Social possibilitará a inserção dos beneficiários no mercado de trabalho, através de cursos de capacitação profissional. Segundo a Sedes, a permanência no programa está condicionada à matrícula regular dos dependentes em idade escolar em unidades de ensino público municipal, estadual ou federal, ou em rede particular com bolsa integral ou semi-integral que não ultrapasse R$ 100,00 de mensalidade. A frequência mínima escolar exigida é de 85%.

O programa exige, ainda, que os integrantes da família participem dos serviços, programas e projetos da assistência social promovidos pela Sedes e que integrem as capacitações e qualificações profissionais que serão promovidas pelo poder público.