Gás de cozinha fica mais caro a partir de hoje; em Camaçari botijão custa em média R$ 70

Foto: Reprodução

A Petrobras confirmou o reajuste no preço de venda do gás liquefeito de petróleo (GLP) para botijão de até 13 quilos, o popularmente chamado gás de cozinha, em 4% a partir de hoje (25).

Em Camaçari, o valor do botijão de gás sai em média R$ 70. Em alguns lugares é possível comprar até por R$ 65 e os valores podem variar a depender da forma de pagamento: à vista, cartão de débito, cartão de crédito – o que pode elevar o valor para até R$ 75. A depender do local de entrega, o preço também varia – na maior parte das vezes sai mais barato retirar na distribuidora, do que optar por entrega na residência.

-Publicidade-
-Publicidade-

Esse o segundo aumento seguido no preço do gás para botijões de 13 quilos. Em outubro, houve alta média de 5%.

Além disso, a estatal aumentou o preço do GLP industrial e comercial em 0,6%. Com a alta, o preço dos dois produtos será igualado.

No mês de agosto, o Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) decidiu acabar com a política de preços diferentes entre os diferentes botijões de gás. Em 2005, uma resolução do CNPE determinou que o GLP envazado em botijões de até 13 quilos deveria ser vendido para distribuidoras a preços menores que o gás nos botijões com mais capacidade de volume.

No entanto, o CNPE entendeu que a resolução produzia distorções no mercado de gás e não garantia os descontos esperados para as famílias, especialmente as de baixa renda. Até então, a Petrobras vendia o gás que vai para vasilhames de até 13 quilos com preço mais baixo e compensava a diferença nos botijões maiores.