Três cidades baianas seguem com fragmentos de óleo, aponta boletim

Foto: José Nazal/ Divulgação

Segundo boletim do Grupo de Acompanhamento e Avaliação (GAA) divulgado hoje (25), três cidades do litoral baiano ainda estão com manchas de óleo. São elas: Ilhéus, Igrapiúna e Cairu.

Outras cidades do Nordeste também registram fragmentos do material: Araioses, no Maranhão; Barreiros, Ipojuca, Paulista e Tamandaré, em Pernambuco; Japaratinga, Barra de São Miguel, Feliz Deserto, Jequiá da Praia e Piaçabuçu, em Alagoas; e Estância e Itaporanga, em Sergipe.

-Publicidade-
-Publicidade-

O GAA é formado pela Marinha do Brasil (MB), Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) e Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

Conforme o comunicado, as fábricas de cimento Votorantim, em Sergipe e Ceará; Apodi, no Ceará; Intercement, na Bahia; e Mizu, no Rio Grande do Norte, recebem os resíduos de óleo recolhidos nas regiões atingidas e colaboram com a destinação final do material oleoso.

O boletim do GAA aponta que apenas seis estados estão com praias limpas, daqueles que foram atingidos pelas manchas de óleo: Rio de Janeiro, Espírito Santo, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte e Paraíba.

Desde o início da primeira ocorrência de óleo, 764 localidades foram atingidas.