Ativista Greta Thunberg é eleita personalidade do ano pela Time

Foto: Revista Time

A estudante e ativista sueca, Greta Thunberg, 16 anos, foi eleita a personalidade do ano pela revista Time nesta quarta-feira (11). Ela é a pessoa mais jovem a ser indicada individualmente ao título, que já foi dado, por exemplo, para o papa Francisco, Donald Trump e jornalistas mortos e presos.

Greta ganhou fama ao levantar a bandeira contra o aquecimento global e em defesa da natureza. Ela inspirou movimentos estudantis, quando em 2018 deixou de ir às aulas as sextas-feiras, em Estolcomo, para protestar pelas causas ambientais. A primeira manifestação foi em agosto daquele ano. A estudante se sentou em frente ao Parlamento da Suécia com um cartaz com os dizeres “Em greve escolar pelo clima”.

O ato da jovem ativista se transformou em uma campanha mundial conhecida como Fridays Future, Sextas-feiras do Futuro, em português.

Com tamanha dedicação para exigir medidas concretas para combater as mudanças climáticas, Greta Thunberg já discursou na Cúpula do Clima em Nova York, Conferência do Clima da ONU e no Fórum Econômico Mundial.

Greta recebe o título um dia após ser chamada de ‘pirralha’ pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Bolsonaro criticou o espaço dado pela imprensa para a ativista. Isso porque no último sábado (7), a jovem compartilhou um vídeo sobre as mortes dos indígenas brasileiros e escreveu que esses povos são assassinados ao tentar proteger a floresta do desmatamento ilegal.

“A Greta já falou que os índios morreram porque estavam defendendo a Amazônia. É impressionante a imprensa dar espaço para uma pirralha dessa aí, pirralha”, declarou o presidente.

No mesmo dia, após a declaração, Greta Thunberg mudou sua biografia resumida no Twitter para “Pirralha”.