Operação policial apreende celulares, drogas e armas brancas dentro do presídio da Mata Escura

Fonte: Ascom/Marcia Santana

Operação conjunta realizada pelas secretarias da Segurança Pública (SSP) e de Administração Penitenciária (SEAP), batizada de ‘Jail Voice’, apreende celulares, acessórios e maconha na penitenciária Lemos Brito, em Mata Escura, Salvador.

A ação aconteceu na última segunda-feira (6), em uma cela do Módulo I, galeria B, ocupada por um traficante que, de acordo com a investigação realizada pelas pastas, comandava Crimes Violentos Letais Intencionais de dentro da unidade.

-Publicidade-
-Publicidade-

Foram encontrados três celulares de diferentes marcas, quatro carregadores, três fones de ouvido, uma bateria para celular, uma faca de mesa e duas artesanais produzidas com pedaços de ferro, um pacote de maconha e várias anotações.

De acordo com o diretor adjunto do DHPP, delegado Jamal Youssef Amad, a operação cumpriu mandados de busca e apreensão. “Nosso alvo cumpre pena por latrocínio, roubo seguido de morte, e era investigado em atividades do tráfico de drogas no bairro Fazenda Grande do Retiro e região”, detalhou Youssef.

A ação contou com a participação do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Coordenação de Operações Especiais (Coe), Batalhão de Guardas, Grupo Especializado de Operações Penitenciárias (GEOP), Coordenação de Inteligência Prisional e direção da unidade.

O coordenador em exercício de Inteligência Prisional da Seap, Cyro Freitas, lembrou que só em 2019 foram realizadas 12 operações em conjunto com a SSP em ambiente prisional com o intuito de reprimir crimes e esclarecer homicídios. “Essa integração entre os órgãos de Inteligência das secretarias tem apresentado resultados positivos para sociedade com a diminuição dos índices e a preservação de vidas”, enfatizou Freitas.