Sistema de reconhecimento facial começa a ser utilizado para emissão de CNH na Bahia

O Departamento Estadual de Trânsito da Bahia (Detran) passa a utilizar o sistema e reconhecimento facial nos serviços de emissão de primeira habilitação, renovação e mudança de categoria da CNH. Foto: Fernando Vivas/GOVBA

A partir de 2020, os motoristas que irão realizar serviços de emissão e renovação da Carteira Nacional de Habilitação (CNH), segunda via e mudança de categoria, precisam passar pelo novo sistema de reconhecimento facial adotado pelo Departamento Estadual de Trânsito da Bahia (Detran-BA).

O uso da tecnologia tem como objetivo aumentar a segurança nos procedimentos e evitar fraudes e clonagem de documentos. O sistema é integrado ao banco de dados do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), que utiliza a base do Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro).

-Publicidade-
-Publicidade-

O reconhecimento facial funciona por meio um sistema de semelhança com os registros anteriores no órgão local ou de outro estado. A coordenadora da Central de Atendimento do Detran-BA, Ilma Silva, explica que, para a validação da habilitação, o índice de semelhança da foto precisa ser igual ou superior a 90%.

“Caso seja registrado um índice inferior ao mínimo, o documento será bloqueado e caberá ao agente de trânsito avaliar se a foto é de fato do condutor. Se o cidadão tiver mudado muito de aparência em relação à foto presente no documento anterior, ele irá passar por um atendimento especial e terá uma nova foto registrada no sistema”, afirma a coordenadora.