Secretaria da Educação do Estado orienta sobre o valor nutricional dos alimentos

A Secretaria da Educação do Estado da Bahia (SEC) orienta os estudantes da rede estadual de ensino, pais e responsáveis para que adquiram itens de considerado valor nutricional com o vale-alimentação estudantil, no valor de R$ 55, por estudante. A ação do Governo da Bahia, que totaliza investimentos de R$ 44 milhões do Estado, tem o objetivo de garantir a segurança alimentar dos estudantes, neste período de suspensão das aulas, devido à pandemia do novo Coronavírus (COVID-19).

A entrega do vale está sendo realizada, desde a última segunda-feira (20), nas unidades das redes Assaí e Cesta do Povo, com suas lojas credenciadas em Salvador e em mais 21 municípios baianos. Para os estudantes, que moram onde não há lojas destas redes, será entregue um cartão alimentação, com o mesmo valor, totalizando 800 mil estudantes beneficiados, em todos os 417 municípios da Bahia. As informações sobre a entrega do cartão alimentação ainda serão divulgadas pela SEC.

Daniele Freire, que integra a equipe de nutricionistas da SEC, destacou quais os alimentos mais nutritivos e que não devem faltar na alimentação dos estudantes. “Nesse momento de isolamento, devemos priorizar os alimentos de primeira necessidade que sejam saudáveis e menos perecíveis. São eles: feijão, arroz, macarrão, leite, proteína de soja, ovos, carnes, farinha de mandioca, frutas, legumes e verduras”, recomendou.

A nutricionista também falou sobre a preocupação da Secretaria com a segurança alimentar dos estudantes. “Devem ser priorizados os alimentos in natura ou minimamente processados, que são aqueles alimentos que não sofreram nenhum tipo de alteração ou aqueles que passaram por algum processo de limpeza, fermentação, secagem, moagem, pasteurização ou processos similares, que não envolvam a adição de sal, açúcar, gorduras”, completou Daniele, ao lembrar a necessidade do uso de máscaras de proteção.

Documentos necessários

O vale-alimentação pode ser resgatado durante todo o período de suspensão das aulas, o que possibilita às famílias o planejamento na ida aos supermercados para evitar aglomerações. Para a retirada do vale, é preciso levar o CPF cadastrado e um documento de identificação com foto do estudante. Se o vale for ser retirado por outra pessoa, a mesma deve levar os documentos do estudante e apresentar sua documentação pessoal, que pode ser qualquer documento de identidade com foto e, se tiver, também o CPF.

Outra recomendação é para que, antes de ir ao supermercado, seja confirmado se o CPF já está cadastrado. Para isto, basta ligar para a escola onde o estudante está matriculado; para o número 0800 284 0011; ou verificar pelo Sistema Siadiante no Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br). Por estes meios, também é possível saber se é para ir na Rede Assaí ou na Cesta do Povo e suas lojas credenciadas.

Fonte – Ascom Governo da Bahia

Clity