Aedes Aegypti  – Casa abandonada com mato alto preocupa moradores da Nova Vitória

Eliminar qualquer foco do mosquito Aedes Aegypti, transmissor de doenças como dengue e chikungunya, deve ser uma preocupação diária da população, principalmente, nessa época do ano.

Nesta quinta-feira (21), a Nossa Metrópole recebeu mais uma denúncia referente ao assunto. Dessa vez, trata-se de uma residência abandonada na Nova Vitória, na Rua Sumaré. A casa de número 37, além de apresentar possíveis criadouros da dengue, tem sujeira e mato alto, o que incomoda e preocupa os vizinhos.

-Publicidade-
-Publicidade-

De acordo com o morador de pré-nome Lucas, várias pessoas na vizinhança já apresentam sintomas da Dengue, inclusive, já existe diagnóstico confirmados da doença na região de uma criança de 08 anos.

A Secretaria da Saúde (Sesau) de Camaçari tem alertado a população para esse outro problema sério de saúde pública que é o mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya. De acordo com o Centro Controle de Zoonoses (CCZ), com a chegada do tempo de chuva, o cuidado do cidadão eliminando possíveis criadouros do mosquito precisa ser redobrado.

A coordenadora do CCZ, Shirley Rocha, informa que o número de casos relacionados ao Aedes Aegypti tem crescido no município. “Nossas equipes continuam indo a campo toda semana. O trabalho de bloqueio tem continuado, eliminando focos em áreas públicas. Porém, como não estamos entrando nos domicílios, em virtude das regras de isolamento domiciliar e distanciamento social, precisamos contar, mais do que nunca, com a colaboração da população eliminando possíveis focos do mosquito em suas casas e demais imóveis”, alerta.

A soma do clima quente da região com o acúmulo de água proveniente das chuvas torna o cenário ideal para proliferação do mosquito. “Agora é justamente o momento que não podemos baixar nossa guarda no combate ao mosquito. Os agentes de endemias estão nas ruas. Mas, cada morador precisa fazer sua parte também. E agora todos têm tempo para isso. Ao fazermos isso estamos cuidando de nossa família”, afirma Luiz Duplat, secretário da Saúde.

Redação Nossa Metrópole