Após 50 anos de carreira e mais de 100 títulos publicados, Antônio Bule Bule, teve seu nome artístico reconhecido oficialmente

O renomado artista popular baiano Antônio Bule Bule, após 50 anos de carreira, mais de 100 títulos publicados, 8 discos e 2 DVDs , teve reconhecida a inclusão do seu nome artístico na sua certidão de nascimento, através de sentença proferida nos autos do processo 8000149-24.2020.8.05.0039, que tramitou na primeira vara cível da Comarca de Camaçari/BA.

Ao longo da sua trajetória, Bule-Bule, que é natural de Antônio Cardoso, município baiano, fez shows em diversos estados brasileiros, dividindo o palco com figuras renomadas como Gilberto Gil, Beth Carvalho, Gabriel o Pensador e Tom Zé. Sua arte ganhou o mundo, com apresentações nos Estados Unidos, na Alemanha, na Espanha e em Portugal. Em 2008, em reconhecimento ao seu trabalho, foi condecorado com a maior premiação brasileira para a Cultura, a Ordem do Mérito Cultural, do Ministério da Cultura.

Seus repentes e cordéis muitas vezes passam pelo lirismo, mas não abandonam a crítica às injustiças sociais e ao sistema, como em obras que publicou nos anos 1970, durante a ditadura militar, em que clamava por liberdade.

O mais interessante é que o processo foi recheado de poesia. O convite do Artista ao seu advogado, Dr. Rodrigo Nogueira, para atuar na causa foi em cordel:

Doutor Rodrigo Nogueira
Excelente advogado
Veja se inclui no meu nome
Um apelido sagrado
Pelo qual sou conhecido
No mundo, e no meu estado.

Bule-Bule é a lagarta
Se metamoforseando
Para virar borboleta
E logo sair voando
Matizando a capoeiras
De galho em galho pousando

Eu na minha assinatura
Quero ter com emoção
O nome modificado
Sem macular o brasão
Veja: Antônio Bule-Bule
Ribeiro da Conceição

Doutor Rodrigo exponha
Meus sentimentos ao juiz
Com eficiência mostre
Este pedido que fiz
Defenda a causa, convença
Depois coloque na imprensa
Bule-Bule está feliz

O advogado não deixou por menos e redigiu toda a petição inicial também em cordel (íntegra em anexo):

A lei de Registros Públicos

Que dá liga a esta ação

Diz que o nome é imutável

Mas resguarda uma exceção

No artigo cinquenta e oito

Se o leitor não for afoito

Encontrará a razão

Lá diz que o apelido público

Por estar reconhecido

Justificará o pleito

Permitindo ao sujeito

Modificar seu registro

É importante deixar claro

Que esta situação

Não visa fugir da justiça

Por isso sem ter preguiça

Juntamos a certidão

Federal e Estadual

Do Cível ao Criminal

Vasculhamos com afinco

Nada consta em todas elas

Acredite: “tá um brinco!”

Se o cantar fosse um crime

Ou também fazer poesia

Certamente o autor

Em uma cadeia estaria

Mas como a justiça na não falha

Ele enfrenta essa batalha

Contendo a euforia

Pondo fim a este ponto

Reitero o discorrido

Pra que seja de Direito

O nome que de fato é tido

Suplico com toda crença

Que siga a jurisprudência

E defira este pedido

Na última quinta-feira, durante uma live sobre cultura em tempos de pandemia, no Instagram da primeira vara de Família da Comarca de Camaçari o advogado da ação comunicou ao Mestre Bule Bule a notícia do julgamento da demanda.

Clity