Comércio de Camaçari manifesta LUTO após 90 dias com restrição de funcionamento

Com exatos 90 dias de portas literalmente fechadas para alguns e funcionamento restrito para outros, o comércio de Camaçari amanheceu com sentimento de luto.


Em manifestação pacífica, os comerciantes gritam por uma iniciativa do governo municipal que vise restabelecer o funcionamento do comércio de acordo com as novas regras de segurança impostas pela pandemia da Covid – 19. “Não podemos viver na ilegalidade, como bandidos. Somos pessoas honradas, pagamos impostos e geramos emprego. Não podemos assistir parados a falência de nossas empresas e o desemprego em massa”, diz o comerciante Diego Carvalho.

Celisdalva Brito é uma das comerciantes que aderiu ao movimento e lamenta o alto índice de desemprego. “Já fizemos demissões de alguns, férias, suspensão de contrato. O próximo passo agora é demitir todos e fechar as portas? Se continuar assim, estamos caminhando para esse destino”, lamenta.

Preocupada com o sustento da família, a funcionária do comércio Letícia Santos, 33 anos teme pelo desemprego. “Hoje, só eu estou trabalhando em casa. Com as coisas como estão, tenho certeza que logo também serei demitida”, lamenta.

O último decreto municipal prevê o fechamento do comércio de Camaçari até 20 de junho, no entanto, a Prefeitura Municipal estabeleceu toque de recolher até dia 22 de junho.

Redação Nossa Metrópole

tramontina