Prefeitura de Camaçari amplia oferta de UTI com a contratação de mais 10 leitos; taxa de ocupação já está em praticamente 95%

A Prefeitura de Camaçari vai ampliar o número de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) em mais 10 leitos para pacientes com coronavírus no município, a informação foi divulgada na manhã desta quinta (18). Com isso, o cidadão terá ao dispor 26 leitos de UTI. Camaçari é o único município da Região Metropolitana de Salvador com investimento em leitos de UTI para pacientes com a doença.

Essas 10 novas UTIs são resultantes de um contrato com o Hospital Santa Helena, em que parte do custeio acontecerá através da compensação tributária. A previsão é de que até a próxima segunda-feira (22) os leitos já estejam disponíveis.

O secretário da Saúde, Luiz Duplat, explica que, “assim como os outros leitos, o município só irá pagar mediante o uso de cada UTI. Essa contratação é muito importante, tendo em vista que nossa taxa de ocupação diária de leitos de UTI está em praticamente 95%. O prefeito Elinaldo mostrou mais uma vez que não está medindo esforços para ajudar nossa população”.

 Inicialmente, o município contava com 10 leitos de UTI, seis semi-intensivas e cinco de observação no Centro Intensivo de Combate ao Coronavírus (CICC), mas conforme o aumento da demanda, o gestor municipal há 15 dias autorizou as adequações necessárias para transformar as semi-intensivas em espaços de tratamento intensivo, passando a contar com 16 leitos de UTI e cinco de recuperação, além de 20 leitos de observação e uma sala vermelha no Centro Intermediário de Enfrentamento ao Coronavírus (CIEC). Em média, a taxa diária de ocupação do CICC tem sido de 95% e no CIEC de 50%. No entanto, na manhã desta quinta-feira (18/6) as acomodações de tratamento intensivo estão 100% utilizadas.

 Para o prefeito Elinaldo Araújo tudo que estiver ao alcance do município será feito. “Além desses novos leitos de UTI estamos investindo recursos também na compra de testes rápidos. Até o final do mês teremos mais 55 mil testes disponíveis. Sendo 50 mil testes rápidos IGG e IGM e outros 5 mil para detecção do antígeno produzido pela presença do vírus no organismo. Também estamos credenciando laboratórios particulares para realização do teste RT-PCR”.

 Outras medidas tomadas pela Secretaria da Saúde (Sesau) no combate ao novo coronavírus foi a criação do call center 156 para orientar a população sobre o vírus e como proceder no caso de surgirem sintomas suspeitos. Também foram definidas unidades para atendimento exclusivo a pacientes sintomáticos na sede e Costa de Camaçari, são elas: as Unidades de Saúde da Família (USFs) do Ponto Certo, Gravatá, e do Phoc III, além da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Pediátrica, a Unidade Básica de Saúde (UBS) de Vila de Abrantes e a Unidade de Sintomáticos na UBS São Bento. Também foi criada a Central Municipal de Regulação de Leitos Covid-19.

 Entenda o fluxo de atendimento

 Ao sentir sintomas suspeitos, a pessoa deverá ligar para o 156 e obter as primeiras orientações. Depois, havendo a necessidade, essa pessoa será orientada a se dirigir para uma unidade de sintomáticos para um atendimento mais específico, local em que poderá realizar ou não, conforme os critérios clínicos, o teste rápido. Uma vez que poderá dar um resultado falso, caso não sejam respeitados esses critérios.

 Os pacientes com sintomas mais graves devem se dirigir a uma UPA para uma avaliação de urgência e possível internamento em sala de isolamento, caso sejam verificados sintomas suspeitos, para uma posterior transferência para o CICC ou CIEC. A entrada de pacientes no CICC e no CIEC é feita via Regulação Municipal de Leitos Covid-19. Dessa forma, as pessoas não devem se dirigir a estes centros antes de passar por um atendimento numa unidade de urgência ou de sintomáticos e ser regulada.

Foto – Tiago Paxeco
Clity