Comércio de Camaçari mantém portas fechadas por mais 15 dias

Após encontro com representantes da associação de comerciantes, autoridades das policias militar e civil, além do secretariado, na tarde desta terça-feira (30), ficou definido a não reabertura do comércio de Camaçari que estava prevista para quarta – feira (1/7).

A decisão foi tomada com base no aumento veloz dos casos e óbitos confirmados do novo coronavírus, afirmou o prefeito Elinaldo Araújo. “Eu fiz questão de ouvir a todos para que fique muito transparente a decisão que estamos tomando. Então vamos decidir juntos e dividir as responsabilidades”, ressaltou.

Com o comércio fechado há mais de 100 dias, o prefeito deixou claro o seu sentimento de preocupação diante da situação do município e sinalizou que reconhece as dificuldades enfrentadas pelos comerciantes.

Antecedendo a fala dos presentes, o secretário da Saúde, Luiz Duplat, fez uma apresentação panorâmica das ações para o enfrentamento da pandemia da Covid-19, mostrando, por meios de gráficos, o cenário atual e o planejamento com fases epidêmicas da doença. O secretário trouxe informações acerca do achatamento da curva, assim como também a ocupação de leitos das unidades de enfrentamento ao vírus.

Com bases nas informações apresentadas e nas situações recorrentes de descumprimento de decretos já publicados por meio do Diário Oficial do Município (DOM), o comandante do 12º Batalhão da Polícia Militar da Bahia, o tenente-coronel, Gabriel Neto, foi categórico ao dizer que “para proteger as vidas é necessário reajustar a proposta e estender o prazo de abertura do comércio”.

A delegada titular da 18ª Delegacia Territorial (DT), Thaís Siqueira, disse ter ficado surpresa com a apresentação do secretário da Saúde. “Me chamou atenção o aumento de casos de infectados com o vírus e precisamos estar em alerta. Por mais que o prefeito se esforce em conseguir mais leitos, a situação ainda é preocupante”, disse acrescentando que os atendimentos externos da DT estão suspensos em virtude de casos confirmados da Covid-19 na unidade. Em tempo, solicitou ao secretário dos Serviços Públicos, Armando Mansur, uma ação de higienização e desinfecção nas instalações da delegacia.

O diálogo teve continuidade com a fala dos representantes de associações do comércio. A presidente do Sindicato do Comércio Patronal de Camaçari e Região (Sicomércio Camaçari), Juranildes Araújo, reconheceu a necessidade de manter o comércio fechado por alguns dias. “Estou preocupada, são tempos difíceis, e me preocupo com os pequenos empresários, mas entendo que diante do que estamos vendo e para nossa segurança, é importante aguardar alguns dias”, finalizou.

Durante a reunião, o gestor municipal fez uma ligação telefônica para a promotora de Justiça, Thiara Rusciolelli, a fim de que todos ouvissem seu posicionamento. “O Ministério Público recomenda que seja mantido o fechamento do comércio no município”, declarou.

Clity