Morador da Gleba C denuncia devastação de área ambiental por empresa privada

Um muro está em construção na Rua da Glória, próximo ao Conjunto Residencial Camaçari, no bairro da Gleba C, em Camaçari. A intervenção tem incomodado moradores que afirmam que a área é de preservação ambiental.

Em denúncia enviada à Revista Nossa Metrópole, Cristovam Colombo, morador da localidade afirma que há seis meses uma equipe do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema) esteve no local e constatou que trata-se de uma área com diversidade biológica, cortada pelo Rio Piaçaveira, e com  água subterrânea.

-Publicidade-
-Publicidade-

“Como que uma área dessa pode se tornar particular? Primeiro que ela é da Urbis, que hoje é administrada pela Conder. Como que as famílias, donos de casas e apartamentos não têm escritura? E como esse cidadão disse que tem escritura?”, questiona Colombo.

Foto: Leitor

Onde o muro está sendo levantado há uma placa com autorização de alvará de construção cedido pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente de Camaçari (Sedur). O documento foi expedido em agosto de 2018 e válido até agosto de 2019.

“Poucos locais têm essa vegetação que temos aqui na Gleba C. É muito, muito lindo. Então, assim, é um momento difícil. Queremos construir uma cidade mais igualitária, em paz com o meio ambiente e não queremos uma cidade violenta. Somos a favor sim do desenvolvimento, que as pessoas cresçam de forma a não agredir o meio ambiente, queremos uma cidade com desenvolvimento sustentável. Então, essa é a nossa luta. Já ouve diversas desocupações nessa área”, comenta.

Em vídeo publicado nas redes sociais, Cristovam denuncia a obra e no momento da gravação é empurrado por um funcionário da construção, que não foi identificado.

“Eu peço ao prefeito sensibilidade nessa questão, de a gente tombar aquela área de vez para evitar novos problemas lá na frente. Buscar também uma lei na Câmara de Vereadores para resolver isso”, diz em entrevista à Nossa Metrópole.

Cristovam Colombo destaca que a construção do muro não está relacionada à obra da Praça Santa Luzia, que é executada pela prefeitura.

Prefeito Antônio Elinaldo, área de proteção ambiental da comunidade da Gleba-C, está sendo invadido fato ,que está causando transtorno e desconforto a nossa comunidade.principalmente aos moradores dos blocos 28 e 27 pois a tal obra está sendo erguida exatamente nos fundos desses prédio.A área em questao já é reconhecida pelo INEMA, como área de proteção ambiental,conforme visita técnica da séc. do meio ambiente do estado. Fui támbem ameçado de morte.Abraços,Cristovam Colombo

Posted by Cristovam Colombo on Tuesday, July 7, 2020

-Publicidade-
-Publicidade-