Filha de vereador da Bahia denuncia ter sido espancada pelo pai: ‘Monstro’

Filha do presidente da Câmara de Vereadores de Campo Formoso, a jovem Rafaella de Carvalho Pereira, de 18 anos, denunciou por uma rede social que teria sido agredida pelo pai, José Alberto Carvalho Pereira, conhecido como Zé Lambão (PSD), após uma discussão na tarde deste domingo (12).

Chorando e com marcas roxas de ferimentos nos olhos, pescoço, mãos e braços, a garota relatou que estava numa roça em companhia da família quando se chateou com um comentário do pai e logo em seguida ele teria batido nela.

-Publicidade-
-Publicidade-

Nos vídeos, Rafaella conta que o pai teria dito a um amigo que a filha não conseguiria terminar a faculdade de Medicina e, magoada com a fala, ela pediu ajuda de uma amiga e da madrasta para ir embora da casa.

Diante da insistência dela em ir embora, o pai a puxou pelo pescoço e fechou-se num quarto com ela, dando-lhe socos. Aos pratos, Rafaella diz que tentava explicar o motivo de estar triste com ele, mas José Pereira não parava. A madrasta tentou intervir e ele a tirou do quarto duas vezes. O amigo do pai, então, entrou e pediu para que ele soltasse a garota, até que o vereador atendeu. Segundo ela, ele havia feito consumo de bebida alcoólica durante o dia.

Depois do ocorrido, Rafaella foi acolhida na casa de uma colega e registrou boletim de ocorrência do fato na delegacia da cidade de Senhor do Bonfim, a cerca de 25 Km. O exame de corpo de delito foi feito nesta segunda-feira (13), dia também em que a estudante passou cerca de nove horas depondo sobre a situação. Ela solicitou medida protetiva contra o pai.

Ainda segundo a filha, José Pereira já tem histórico de agressividade e por muitos anos ela presenciou o pai batendo na mãe.

Mãe da estudante, Simone Araújo vive atualmente nos EUA e gravou um vídeo sobre a impotência de não poder ajudar a filha estando longe e diante de um cenário de pandemia. “Nada justifica o que ele fez com ela. Estou longe da minha filha, não posso fazer muita coisa, estou num país onde as fronteiras estão fechadas. Eu quero a minha filha do meu lado, sei a dor que ela está sentindo hoje. Por favor, me ajudem a não deixar impune”, disse.

Em 2016, o vereador chegou a ser preso suspeito de matar um cidadão de Campo Formoso que havia lhe cobrado uma promessa de campanha. Zé Lambão acabou sendo solto um mês depois e desde então responde em liberdade. A Câmara Municipal de Vereadores da cidade, na qual ele é presidente, está fechada até o dia 31 de julho para recesso legislativo.

Presidente do PSD na Bahia, o senador Otto Alencar disse que repudia qualquer violência contra as mulheres e que o caso será submetido a avaliação interna do partido, que pode decidir expulsar o vereador da legenda. O senador declarou, ainda, que desconhece o processo de homicídio e que não poderia fazer juízo de valor sobre este fato.

Procurado nesta tarde, o vereador disse que havia recebido uma intimação e que só depois de ouvido daria sua versão sobre o ocorrido. Perguntado pelo CORREIO se teria ou não agredido a filha, ele deixou de responder às mensagens. Anteriormente, ao G1, ele disse: “Apesar de ser uma pessoa pública, não tenho nada a declarar sobre minha vida particular”.

Fonte – Correio

-Publicidade-
-Publicidade-