Bahia está entre os três estados brasileiros com maior número de mortes em operações policiais e por feminicídio

Dados divulgados pela Rede de Observatórios da Segurança nesta terça-feira (14) revelam que a Bahia está entre os três estados brasileiros que possuem maior número de vítimas fatais em operações policiais e de femincídio.

A pesquisa é resultado de um ano de monitoramento em cinco estados. O boletim analisou mais de 12.500 registros de eventos relacionados à segurança pública e à na Bahia, Ceará, Pernambuco, Rio de Janeiro e São Paulo.

-Publicidade-
-Publicidade-

Segundo a Rede de Observatórios, em todo Brasil, uma em cada sete operações monitoradas registrou ao menos uma morte. O Rio de Janeiro é o estado que mais teve operações policiais (2.772), seguido por São Paulo (2.210), Bahia (1.105), Ceará (707) e Pernambuco (358).

O Rio lidera com 981 vítimas, sendo 483 mortos, incluindo 19 crianças, e 479 feridos; São Paulo aparece em segundo lugar com 362 vítimas, 249 fatais; e a Bahia em terceiro no número total de vítimas, 332, mas ocupa a 2ª posição em relação às vítimas fatais, 260 ao todo.

Quando o assunto é violências contra a mulher e feminicídio, foram computados 1.408 casos nos cinco estados. Desse total, os feminicídios e tentativas de feminicídio correspondem a 68,8%. São Paulo foi o estado com mais casos de feminicídios (175), seguido de Pernambuco (90) e Bahia (75).

Violência letal

Neste um ano de monitoramento, foram registradas 101 chacinas – quando são mortas três ou mais pessoas na mesma ocasião. As três cidades com mais registros deste tipo de violência são: Rio de Janeiro (23), Salvador (17) e Fortaleza (7).

Nos casos de linchamento, a Rede registrou um linchamento ou tentativa de linchamento a cada quatro dias, somando 74 ocorrências. Pernambuco foi o estado com mais casos, 26, seguido do Ceará (16) e Bahia (15), Rio de Janeiro (9) e São Paulo (8).

-Publicidade-
-Publicidade-