Elinaldo participa de ato de transmissão de posse para reativação da Fafen-BA

Na tarde desta terça-feira (4), mais um trâmite do processo de reabertura da Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados (Fafen) foi realizado. Trata-se do ato protocolar de transmissão de posse, uma das etapas que oficializam o arrendamento feito pela Proquigel Química – que faz parte do grupo Unigel e assumirá a produção – com a Petrobras, proprietária das unidades localizadas na Bahia e em Sergipe, mais especificamente no Polo Industrial de Camaçari e na cidade de Laranjeiras, respectivamente.

O evento aconteceu de forma virtual e contou com a participação do prefeito Elinaldo Araújo (DEM) e de representantes da Unigel e da Petrobras, além de autoridades políticas do estado de Sergipe e da União.

-Publicidade-
-Publicidade-

O CEO da Unigel, Roberto Noronha, destacou os benefícios da retomada das atividades da Fafen tanto para as cidades que abrigam as fábricas quanto para o Brasil, já que, com a reativação, o país não terá mais que importar 100% do fertilizante hidrogenado que utiliza, como vinha ocorrendo desde que foi determinada a hibernação de ambas as unidades produtivas.

“Pra nós é motivo de orgulho dar continuidade ao processo de arrendamento, que foi iniciado em novembro passado e culmina na posse formal dessas unidades. Essa iniciativa vem atender uma importante demanda do país, que é o terceiro maior produtor mundial de alimentos e tem a necessidade de que essa dependência de fertilizante seja equacionada”, frisou Roberto Noronha, acrescentando que Camaçari, assim como Laranjeiras, será positivamente impactada pela geração de emprego na unidade, já que a expectativa é que cerca de 1.000 empregos sejam gerados durante a fase de adequação da planta, além das cerca de 350 vagas na fase operacional. Segundo a prefeitura e a empresa, os postos de trabalho serão preenchidos prioritariamente pela comunidade local.

O CEO da Unigel também se comprometeu em intensificar o trabalho para que as unidades estejam em condições de operar o quanto antes. A previsão é que as atividades sejam retomadas no início de 2021. “Pelos próximos cinco meses, vamos trabalhar com intensidade, acelerando a seleção e capacitação dos novos trabalhadores e cuidando da estruturação das unidades para que estejam em condições de operar no menor tempo possível”, declarou. Na unidade serão fabricadas amônia, ureia, arla e dióxido de carbono, com capacidade de produção de até 3,38 mil toneladas/dia.

O prefeito Elinaldo Araújo se mostrou otimista quanto ao andamento dos procedimentos para reativação da unidade fabril em Camaçari, sobretudo pelos impactos sociais e econômicos que a consolidação desta expectativa representa. “Quero agradecer e desejar sucesso à Unigel. Em tempo, quero dizer que Camaçari está à disposição para contribuir no que for possível, para que as coisas fluam com maior agilidade. Essa parceria entre a União, o governo do estado, a iniciativa privada e o município é extremamente importante para o desenvolvimento da economia”, declarou o gestor.