Flexibilização: Rodoviária de Camaçari volta a operar com transporte para nove cidades

Os ônibus intermunicipais e metropolitanos voltaram a circular desde segunda-feira (10), após autorização do Governo do Estado. Com a decisão, Camaçari retoma a viagem entre nove cidades.

No Terminal Rodoviário de Camaçari, administrado pela Sociedade Nacional de Apoio Rodoviário e Turístico (Sinart), os ônibus que circulam atendem as cidades de Simões Filho, Salvador, Dias d’Ávila, Mata de São João, Feira de Santana, Alagoinhas, Paulo Afonso e o estado de São Paulo. Conforme a Sinart, as linhas que fazem o transporte de passageiros até Lauro de Freitas também estão autorizadas a funcionar, apenas não faz embarque e desembarque dos cidadãos no terminal rodoviário.

-Publicidade-
-Publicidade-

Segundo a administração, a rodoviária está funcionando de 5h da manhã até o período em que não houver mais fluxo para o desembarque de passageiros dentro do espaço e seguindo medidas sanitárias.

“Nós estamos disponibilizando álcool em gel, estamos fazendo a aferição de temperatura, instalamos placas informativas, fizemos a demarcação no chão e nas cadeiras para que as pessoas respeitem a distância entre os passageiros”, pontuou a gestora, acrescentando que o primeiro dia do funcionamento dos transportes foi “tranquilo e os passageiros estão respeitando o distanciamento”, avaliou Solange Machado, gerente da unidade Sinart Camaçari.

Porém, a retomada do transporte deverá seguir algumas regras para evitar a disseminação do novo coronavírus (Covid-19).

De acordo com a Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações da Bahia (Agerba) os ônibus intermunicipais podem circular com 50% de ocupação e venda de passagens antecipadas. Já os metropolitanos com a frota de 80%, sempre avaliando a demanda de passageiros que precisam fazer o uso do transporte coletivo.

Quanto aos horários dos transportes, cada empresa deverá cumprir o quadro regular estabelecido pelas empresas de acordo com as linhas e municípios.

Ainda, segundo a Agerba, a partir deste momento as empresas de ônibus precisam cumprir algumas orientações sanitárias, como por exemplo, higienização constante dentro dos veículos, testagem periódica dos funcionários que atuam nos transportes e terminais, bem como o uso obrigatório de máscara para a proteção facial nas dependências dos ônibus e em ambientes públicos.