Católicos celebram 1ª Festa de Santa Dulce dos Pobres nesta quinta-feira

Primeira santa brasileira, Santa Dulce dos Pobres foi canonizada pelo Papa Francisco em outubro de 2019, no Vaticano, e este ano católicos de todo país, principalmente da Bahia, celebram a 1ª festa em sua homenagem.

Desde quando foi beatificada, em 2011, o dia de Irmã Dulce é celebrado em 13 de agosto. Data na qual ela, Maria Rita de Souza Brito Lopes Pontes, recebeu o hábito de freira na Congregação das Irmãs Missionárias da Imaculada Conceição da Mãe de Deus, na cidade de São Cristóvão, em Sergipe e adotou o nome com a qual ficou conhecida, escolhido para homenagear sua mãe, que se chamava Dulce Maria de Souza Brito Lopes Pontes.

-Publicidade-
-Publicidade-

Na manhã desta quinta-feira (13), uma missa solene foi realizada no Santuário da Santa Dulce, no bairro de Roma, em Salvador, e por conta da pandemia do novo coronavírus (Covid-19) contou com poucos fieis. A missa foi conduzida pelo arcebispo de Salvador, Dom Sergio da Rocha.

O Anjo Bom da Bahia deixou um enorme legado, além da fé, Santa Dulce dos Pobres é exemplo de caridade e dedicação ao próximo. As Obras Sociais Irmã Dulce (OSID), entidade filantrópica, é um dos maiores complexos 100% SUS do país e atende milhões de pessoas por anos.

Oração

“Senhor nosso Deus, lembrados de vossa filha, a Santa Dulce dos Pobres, cujo coração ardia de amor por vós e pelos irmãos, particularmente os pobres e excluídos, nós vos pedimos: dai-nos idêntico amor pelos necessitados; renovai nossa fé e nossa esperança e concedei-nos, a exemplo desta vossa filha, viver como irmãos, buscando diariamente a santidade, para sermos autênticos discípulos missionários de vosso Filho Jesus. Amém”.