Funcionários dos Correios entram de greve a partir desta terça-feira

Em todo Brasil, funcionários dos Correios entram em greve por tempo indeterminado a partir de hoje (18). A decisão foi tomada na noite desta segunda-feira (17) após não chegarem a um acordo quanto à proposta de reajuste salarial.

A assessoria dos Correios informa que estão cientes do estado de greve nos estados do Amapá, Bahia, Brasília, Espírito Santo, Minas Gerais, Paraná, Piauí, Rio de Janeiro, além dos municípios de Santos (SP) e no Vale do Paraíba (SP). Porém, a Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas dos Correios e Similares (FENTECT) assegura que a greve ocorre em todo país.

-Publicidade-
-Publicidade-

O Sindicato dos Trabalhadores da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos na Bahia (Sincotelba) vai manter efetivo de 30% para atender serviços essenciais na Bahia. Conforme o Sincotelba, são considerados serviços essenciais aos Correios: remédios, Sedex, telegramas, vacinas, materiais biológicos, etc.

A categoria é contra a privatização da estatal e reclama de negligências com a saúde dos trabalhadores durante a pandemia de Covid-19. Segundo a FENTECT, desde julho os sindicatos tentam diálogo e no dia 1º de agosto foram surpreendidos com a revogação do atual Acordo Coletivo que estaria em vigência até 2021. Foram retiradas 70 cláusulas com direitos como 30% do adicional de risco, vale alimentação, licença maternidade de 180 dias, auxílio creche, indenização de morte, auxílio creche, indenização de morte, auxílio para filhos com necessidades especiais, pagamento de adicional noturno e horas extras.