Filha de Roberto Jefferson, ex-deputada Cristiane Brasil é alvo de mandado de prisão

A ex-deputada federal, Cristiane Brasil (PTB-RJ) é alvo de investigação na segunda fase da Operação Catarata, deflagrada nesta sexta-feira (11). Filha do também ex-deputado federal Roberto Jefferson (PTB-RJ), ela é pré-candidata à prefeitura do Rio de Janeiro nas eleições deste ano.

De acordo com a Globo News, a Polícia Civil, com o apoio do Ministério Público do Rio tentou cumprir o mandado de prisão contra Cristiane Brasil, mas não encontrou a ex-deputada.

A petebista é suspeita de participar de um suposto esquema de fraude a licitações, envolvendo o governo estadual e a prefeitura carioca. Em sua defesa, ela diz que há uma tentativa de interferência no processo eleitoral e perseguição. “Tiveram oito anos para investigar essa denúncia sem fundamento, feita em 2012 contra mim, e não fizeram pois não quiseram. Mas aparecem agora que sou pré-candidata a prefeita numa tentativa clara de me perseguir politicamente, a mim e ao meu pai”, disparou.

“Em menos de uma semana, Eduardo Paes, Crivella e eu viramos alvos. Basta um pingo de racionalidade para ver que a busca contra mim é desproporcional. Isso deve ter dedo da candidata [à prefeitura do RJ] Martha Rocha, do Cowitzel e do André Ceciliano [presidente da Alerj]. Vingança e política não são papel do Ministério Público nem da Polícia Civil”, afirmou.

Em sua conta oficial no Twitter, Cristiane Brasil afirma que “os policiais que estiveram na minha casa não mencionaram nenhum mandado de prisão”.

Na mesma operação, o atual secretário estadual de Educação, Pedro Fernandes (PSC), foi preso, além de dois empresários envolvidos no esquema e um ex-diretor da Fundação 13 está na mira da investigação.