Coronavírus: vacina de chinesa pode estar pronta em novembro

No momento em que o mundo junta esforços para conseguir uma vacina eficaz contra o novo coronavírus (covid-19), a China anunciou que poderá ter uma vacina disponível para a população em geral ainda este ano.

Em entrevista a um canal de TV da China na noite de ontem (14), chefe da área de biossegurança do Centro Chinês para o Controle de Doenças, Wu Guizhen, afirmou que “por volta de novembro ou dezembro” a vacina estaria pronta.

O especialista afirmou que foi vacinado em abril e que se sentiu bem durante os últimos meses. Wu Guizhen não explicou sobre qual vacina fazia referência, apenas que “de acordo com os resultados clínicos da fase 3, o atual progresso é muito rápido”.

Atualmente, nove vacinas estão na última fase de testes: a chinesa Sinovac, que está sendo testada no Brasil, a do instituto CanSino, a russa do Instituto Gamaleya, a americana Moderna e a britânica de Oxford.

Em todo mundo, de acordo com o último relatório da Organização Mundial da Saúde (OMS), publicado em 9 de setembro, 180 vacinas estão sendo desenvolvidas, sendo que 35 estão em fase de teste.