Educação Financeira #108: conheça mais sobre o PIX e como ele pode mudar a rotina dos consumidores

A partir de 16 de novembro, os consumidores poderão realizar pagamentos e transferências bancárias com o PIX, tecnologia de pagamentos instantâneos desenvolvida pelo Banco Central.

Com o sistema, pessoas físicas poderão realizar movimentações financeiras e pagamentos em até dez segundos todos os dias da semana, 24 horas por dia, gratuitamente. Além disso, será possível utilizar o smartphone para pagar por aproximação e por QR Code (código de barras bidimensional).

-Publicidade-
-Publicidade-

Para utilizar a tecnologia, os consumidores devem cadastrar chaves PIX, apelidos que identificam a origem da transferência, a partir de 5 de outubro com uma das 932 instituições financeiras que estão em processo de adesão à tecnologia — entre bancos tradicionais e fintechs.

Neste episódio do podcast de educação financeira, Carlos Eduardo Brandt, chefe adjunto do Departamento de Competição e de Estrutura do Mercado Financeiro do Banco Central, e Bruno Diniz, professor de fintechs e novas soluções financeiras da USP, explicam as vantagens do novo sistema e os desafios que ele terá de enfrentar para chegar a todas as camadas sociais do país e reduzir o número de desbancarizados.

Fonte: G1