Rui Costa entrega novas viaturas para uso da Polícia Militar

O governo da Bahia, por meio da Secretaria de Segurança Pública (SSP), realizou nesta terça-feira, 3, a entrega de 52 novas viaturas para uso da Polícia Militar (PM), em Salvador e Região Metropolitana (RMS), com o intuito de substituir veículos antigos em operação.

O próprio governador, Rui Costa (PT) realizou a entrega das chaves, no estacionamento da sede do órgão, no Centro Administrativo da Bahia. Com cela e sem cela, os veículos entregues durante a cerimônia são caminhonetes operacionais que vão servir a companhias, batalhões e até para as operações Gêmeos e Apolo.

-Publicidade-
-Publicidade-

Logo, Rui lembrou que a entrega faz parte de um contrato mais amplo, no qual engloba 289 veículos. Portanto, até dezembro deste ano, as outras 237 viaturas serão destinadas tanto a Salvador e RMS, como para outros municípios do interior.

“O objetivo do Governo do Estado é melhorar a infraestrutura da corporação, garantindo condições dignas de trabalho aos nossos policiais, com a entrega de equipamentos, viaturas, entre outros investimentos. Além disso, ao longo desses anos, temos garantido uma melhor infraestutura nos postos de trabalho da Polícia Militar. Em todo o estado, batalhões e outros espaços da instituição já contam com áreas para a prática esportiva e lazer, com pista e campo de futebol, e eu quero ressaltar que os investimentos irão continuar”, destacou o governador.

“O objetivo maior desta entrega de hoje é dar mais visibilidade e operacionalidade às ações que executamos. Estamos com um contrato de mais de mil viaturas e, gradualmente, nós vamos fazendo esse trabalho de reposição”, explicou o comandante-geral da PMBA, o coronel Anselmo Brandão.

“É um momento de muita alegria, não só pela entrega das viaturas, mas por todo o esforço que tem sido feito para qualificar ainda mais a segurança pública em nosso estado, inclusive com a aquisição de armamento, contratação de pessoal e até de psicólogos para prestar atendimento à tropa”, citou o titular da SSP, Maurício Barbosa.

“Passamos a usar esse modelo de gestão da frota operacional, empregada em ações de inteligência, preventiva, repressiva e investigativa”, completou o secretário.

Fonte – A Tarde