Educadores se reúnem em mais um encontro do Comitê Escolar

Faltando menos de 30 dias para o encerramento do ano letivo de 2020, a Prefeitura de Camaçari, por intermédio da Secretaria da Educação (Seduc), segue empenhada com as reuniões periódicas promovidas pelo Comitê Escolar. Na tarde da última quarta-feira (3/2), o encontro aconteceu na Escola Municipal Professor Luís Rogério de Souza, situada na sede, no bairro da Gleba C. Já nesta quinta-feira (4/2), às 14h, a escuta ocorrerá na costa, no Centro Educacional Barra do Pojuca. A iniciativa visa agregar as contribuições da unidade de ensino à qualificação da oferta pedagógica para o ano letivo de 2021.

Ao som da música “Te Ofereço”, canção gravada pelo Grupo Arte Nascente, a diretora da unidade escolar, professora Nilzete Bonfim Cardoso, deu as boas-vindas aos presentes de forma dinâmica, com brincadeiras e estratégias de acolhimento. Na ocasião, representantes da Diretoria Pedagógica (DIPE) puderam participar da reunião por meio da plataforma digital Google Meet.

Na ocasião, a gestora da escola falou das perspectivas para o novo calendário estudantil. “A expectativa está alta, estamos trabalhando de modo que consigamos conciliar o planejamento, para assim tornar o ano de 2021 bem melhor que o ano de 2020. A pandemia nos pegou de surpresa e passamos o ano tentando se adequar às novas mudanças, com estudo à distância, lives, e acredito que agora temos a possibilidade de tornar o ano de 2021 mais agradável”, disse ao acrescentar que no que tange às questões de segurança, que a unidade já está estruturada para receber os alunos.

Em 2020, a unidade estava com 412 alunos matriculados, distribuídos entre os turnos matutino, vespertino e noturno, do 6º ao 9º ano. Maria Carla Carvalho dos Santos, moradora do Parque Verde II e estudante do 9º ano da referida unidade de ensino, foi uma das estudantes convidadas pelo corpo docente para participar do encontro. A iniciativa que se difere das reuniões realizadas anteriormente oportuniza a estudante a compartilhar suas experiências durante este ano atípico no ambiente educacional.

Acompanhada da sua mãe Fabiana Carvalho dos Santos, Maria Clara fez um breve relato. “Foi tudo novo, com aulas on-line, mas mesmo com tantas mudanças conseguimos concluir as atividades e assim recuperar o ano”, disse a estudante, que em tempo recebeu um brinde das mãos da secretária da Educação, Neurilene Martins.

Para a gestora da Seduc, o atual cenário foi bastante inspirador. “Estamos reunidos aqui com o corpo administrativo, professores, alunos e pais e neste comitê, unindo vários pensamentos e trocando experiências. Nesse projeto, que integra o Mais e Melhor Educação: em Casa, fazemos uma reflexão positiva da oferta remota de 2020 e estamos encerrando o ano com grande parte da oferta atingida”, explicou.

De acordo com a secretária Neurilene, o ano de 2020 encerra em 26 de fevereiro de 2021 e já em abril inicia o calendário educativo referente ao presente ano. Nesta quarta-feira (3/2), a Seduc realizou o 10º Comitê presencial, ouvindo as reflexões no sentido de melhorar a oferta em 2021, porém a gestora salientou que será necessário “trabalhar nas estratégias de mobilização das famílias, de conexão com os estudantes, na formação dos educadores para que as aprendizagens possam ser garantidas”.

Durante o primeiro semestre de 2021, a Seduc dará continuidade ao movimento de escutas dos comitês, no entanto, para que o planejamento estratégico de 2021 seja concluído, a pasta tem a meta de ouvir 40% das unidades escolares do município, a fim de que tal planejamento revele, de uma maneira expressiva, as intenções dos professores, para adequar a oferta.

Até quarta (3/2), já foram ouvidas, na ordem que se segue, as escolas: Helena Celestino de Magalhães e o Centro Integrado de Educação Infantil (CIEI), ambos no gravatá; a Escola Municipal Giltônia Pereira de Souza, em Arembepe; o Centro Educacional Darcy Ribeiro, em Barra do Jacuípe; Escola Municipal Joana Angélica, no Mangueiral; o Centro Integrado de Educação Infantil e o Centro Experimental de Educação Especial de Camaçari, ambos no Phoc I; a Escola Municipal Fonte da Caixa, em Vila de Abrantes; CIEI da Gleba “E”; Escola Municipal Professor Luís Rogério de Souza, na Gleba C.

Ascom PMC

comfiaço