Leitora relata indignação e diz que UPA da Gleba A/Gravatá não faz separação de pacientes com Covid-19

Uma leitora do Nossa Metrópole entrou em contato com nossa redação para relatar indignação contra tratamento na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Gleba A/Gravatá. Segundo a leitora, a unidade não está mantendo a separação das pessoas contaminadas com a Covid-19.

Ela diz que acompanhava dois amigos que testaram positivo para a doença e os mesmos tiveram que ficar no mesmo ambiente que os demais pacientes, mesmo informando o resultado do teste e as condições nas quais se encontravam.

“Por questão de bom senso, o casal pediu para ser encaminhado para uma sala destinada à pacientes com Covid, para não expor os demais usuários da unidade médica ao vírus, já que os mesmos estavam apresentando febre e tosse”, informou a leitora.

Ainda de acordo com ela, que preferiu manter identidade não revelada, um dos médicos plantonistas informou que não poderia fazer nada pelo casal, visto que a unidade médica estava cheia de outros pacientes que testaram positivo, e que não tinha local suficiente para acomodar a todos.

“Isso é um absurdo, uma falta de responsabilidade, uma negligência com o cidadão”, concluiu.

A Nossa Metrópole entrou em contato com a Secretaria de Saúde Municipal e ainda aguarda nota de esclarecimento.

Redação Nossa Metrópole