Mais de 60 crianças são diagnosticadas com síndrome rara associada à Covid-19 na Bahia

A Secretaria de Estado de Saúde da Bahia (Sesab) investiga 62 casos da Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica (SMIP), doença associada à infecção por Covid-19, entre pessoas de 0 a 19 anos no Estado. Pelo menos três crianças morreram em decorrência da síndrome.

Os números constam no boletim epidemiológico divulgado na última semana e os dados foram coletados até a última terça-feira, 23.

-Publicidade-
-Publicidade-

Manchas pelo corpo, febre intermitente, olhos vermelhos, barriga inchada, pés e mãos descamando são sintomas que estão associados a SMIP. Seu surgimento acontece durante ou depois de uma infecção pela Covid-19 em crianças.

Até o momento, os especialistas baianos não sabem responder o motivo da síndrome só ocorrer em crianças e, ainda, em apenas algumas delas. Por se tratar de uma doença que apresenta manifestações inflamatórias intensas, o tratamento adotado envolve medicamentos para controlar o processo e evitar comprometimento do coração.

A Tarde