Governo Federal não vai cumprir cronograma de vacinação pelo 2º mês seguido

Pelo segundo mês consecutivo, o Governo Federal não vai conseguir cumprir o cronograma de entrega das vacinas contra a Covid-19. Para este mês de março, o Ministério da Saúde disponibilizará apenas 73% dos imunizantes prometidos. No dia 19, no último cronograma apresentado pela área da saúde, o governo previu que seriam entregues 38 milhões de doses em março, mas, até o dia 31 de março, terão sido distribuídas 27,6 milhões.

Caso a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) não entregue as doses prometidas, o número pode baixar para 24,7 milhões (65% do previsto). Para abril, a Fiocruz também já indicou que não conseguirá realizar a entrega prevista de 12 milhões de doses. A principal falha na programação está relacionada à Covaxin, vacina indiana comercializada no Brasil pela Precisa Medicamentos. A previsão para março era entregar 8 milhões de doses da Covaxin, mas a empresa não confirmou se elas estarão disponíveis até o fim deste mês.

-Publicidade-
-Publicidade-

Desde o início da campanha de imunização até a última sexta-feira, 26, o Governo Federal afirmou ter distribuído 30,7 milhões de doses. O novo o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou que a meta do governo é vacinar 1 milhão de pessoas por dia.

Fonte: A Tarde