Mortes de abril podem superar nascimentos pela primeira vez na história do Brasil

Com o aumento de mortes por Covid-19 no Brasil nos últimos meses, o risco de o país registrar mais mortes que nascimentos no mês de abril é real. Na soma da última semana, inclusive, o resultado já aconteceu, quando os registros de nascimento foram superiores aos de óbito.

O fato é inédito, considerando que o crescimento populacional brasileiro tem sido contínuo e acelerado ao longo da história. O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística previa que os números se cruzassem apenas em 2047, o que mostra que as projeções populacionais do órgão precisam ser refeitas e atualizadas em 2022.

-Publicidade-
-Publicidade-

Nos últimos anos, até 2020, o número de nascimentos no Brasil nos meses de março somava mais que o dobro de mortos. Em março de 2017, por exemplo, os óbitos representaram 36% do total de nascidos, de acordo com dados extraídos do Portal da Transparência do Registro Civil. No entanto, em 2021, com o aumento explosivo do número de mortes por Covid-19, a diferença entre nascimentos e óbitos caiu de forma recorde.

Por: Agência Brasil