“Vida ou morte”, classifica Rodrigo Chagas sobre reta final do Baianão

A margem de erro é mínima. Com os jogos adiados nas primeiras rodadas, o Vitória terá seis pontos em disputa para tirar cinco que restam para o clube alcançar a classificação para a próxima fase do Campeonato Baiano. A missão rubro-negra já se inicia nesta quarta-feira, 28, no Estádio do Barradão, contra o Vitória da Conquista, pela partida atrasada da 2ª rodada do certame.

-Publicidade-
-Publicidade-

Em entrevista coletiva realizada na tarde desta terça-feira, 27, na sala de imprensa do CT Manoel Pontes Tanajura, o treinador Rodrigo Chagas classificou a jornada em busca do G-4 como jogo de “vida ou morte” para o grupo. Além das partidas adiadas, contra Conquista e Jacuipense, todos os time ainda possuem um jogo pendente, pela última rodada da primeira fase.

“É um jogo de vida ou morte para a gente. Não só esse do Conquista, mas os outros dois também. A gente está buscando a classificação, agora jogando apenas uma competição, acho que vai dar para a gente poder estruturar bem a equipe. A gente sabe que é um jogo que é final de Copa do Mundo, de suma importância”, enfatizou Chagas em sua resposta.

Devido ao calendário apertado e possuir apenas um elenco para a disputa de todas as competições nos primeiros seis meses de 2021, o Vitória conviveu com uma série de problemas em busca da equipe titular ideal para as partidas, principalmente por conta das lesões de um ou outro atleta.

Agora, com a eliminação na semifinal do Nordestão e a próxima fase da Copa do Brasil prevista provavelmente para o início de junho, o planejamento rubro-negro poderá ser direcionado para a única competição que, nas palavras do treinador, ainda não foi possível obter o êxito desejado. A expectativa de Chagas é que seja possível contar com quase todos os jogadores nessa ‘recuperação final’ da equipe na tabela.

“O desempenho é ruim para o que prevíamos. A gente sabia que existiria a dificuldade nas três competições que estávamos disputando: Copa do Brasil, Copa do Nordeste e Campeonato Baiano. Infelizmente o Baiano foi o único que a gente não conseguiu, até esse momento, ter o êxito, mas acredito muito que as coisas vão mudar. O foco vai ser diferente. Vamos poder utilizar, jogo a jogo, possivelmente escalando a equipe sempre titular […] Temos três jogos nessa fase de classificação. Espero poder contar com todos, até porque a gente tem tido muito problema de lesão. Isso fez com que não pudéssemos repetir a mesma equipe”, lembrou o comandante.

Risco de rebaixamento?

Em um cenário um pouco mais pessimista, Rodrigo Chagas foi questionado sobre a possibilidade dessa luta pela reabilitação se tornar, na verdade, uma luta pela sobrevivência na elite do futebol estadual. Sobre o risco, o treinador foi categórico em dizer que a ameaça de descenso “nem passa pela cabeça” e o foco estará sempre voltado para os três pontos.

“Isso nem passa pela minha cabeça para falar a verdade. Até porque a gente sabe da importância. Hoje a gente luta para classificar. Todos os atletas, comissão, sabem da importância do clube na classificação. A gente busca colocar só as coisas positivas, sem pensar nesse ponto negativo que é em relação à Série B do Campeonato Baiano. A gente tem que pensar em busca de vitórias para nos colocar no nosso objetivo, que é a classificação”, rebateu.

Desfalques contra o Bode

Para a primeira das três partidas que restam, Chagas já sabe que dois importantes nomes são colocados como dúvida: a dupla de laterais Raul Prata e Pedrinho. Pela direita, o experiente jogador de 33 anos sentiu um desconforto, enquanto o jovem revelado na base rubro-negra segue com dores na região do tornozelo.

“Sim, já temos nossa equipe definida. Apena a dúvida nas duas laterais, até porque Raul sentiu um desconforto, e o Pedrinho em relação à lesão que tinha, jogou no esforço contra o Ceará. Teremos o retorno do Bispo e, nos demais, praticamente a mesma equipe que jogou o último jogo”, cravou o técnico Rodrigo Chagas.

Com isso, a equipe que deverá se apresentar para a partida desta quarta-feira, 28, às 19h30, será composta por: Ronaldo; Van, João Victor, Wallace e Roberto; Gabriel Bispo, Eduardo e Soares; Vico, David e Samuel.

Reforços para a Série B

Por fim, o treinador do Leão da Barra falou sobre a possibilidade de reforços para a equipe visando a disputa da segunda divisão do campeonato nacional, previsto para iniciar no final do próximo mês. Entre os nomes já confirmados, estão a dupla de meio-campistas da Caldense, Bruninho e Lucas Silva, além do centroavante de 20 anos do Fluminense, Samuel Granada, que desembarcou em solo soteropolitano nesta terça.

“Lógico que a gente precisa reforçar. Quanto mais jogadores de qualidade, de potencial técnico, tático, vier a incorporar nosso elenco, isso vai ser muito bom. Até para a gente entrar não com um time competitivo, mas com um elenco que possa suportar o Brasileiro”, encerrou o comandante.

Fonte – A Tarde