Volta às aulas sem protocolos de segurança rígidos pode aumentar infecções em 1.141%, diz estudo

Um estudo do ModCovid19, grupo de trabalho formado por pesquisadores de universidades públicas do país, apontou que o retorno às aulas presenciais sem o cumprimento rígido de protocolos de segurança pode aumentar em até 1.141% o número de casos de infecções pelo Covid-19 dentro da comunidade escolar.

O relatório simulou os índices de contágio utilizando como base diversos protocolos de segurança e suas aplicações dentro do ambiente escolar. Os cenários de maior risco apontam o uso inadequado de máscaras e a ausência de monitoramento de casos e revezamento das turmas.

O uso inadequado de máscaras, que pode representar um aumento de 757%, é considerado ao se utilizar máscaras de tecido de baixa qualidade, de tamanho inadequado ao rosto e com retirada frequente do equipamento de proteção. O estudo orienta a utilização de máscaras que conferem maior proteção, como as do tipo PFF2.

Ainda de acordo com o ModCovid19, o uso correto de máscaras, distanciamento social e execução de protocolos bem definidos pode fazer com que o aumento no contágio seja de apenas 10%.