Camaçari poderá exigir passaporte da vacina  contra Covid-19 para acesso à ambientes fechados e eventos

A Prefeitura Municipal de Camaçari, com o objetivo de incentivar as pessoas a participarem da vacinação contra Covid-19, iniciou a elaboração de um decreto para criação do passaporte da vacina. Esse passaporte será exigido à todas as pessoas para terem acesso a ambientes fechados como bares, restaurantes, shoppings, entre outros e eventos.

Secretário de Saúde de Camaçari, Elias Natan alerta para o fato da baixa participação na vacinação das pessoas com idade entre 18 anos e 30 anos. ” Na faixa etária acima de 18 anos temos cerca de 50 mil pessoas que ainda não compareceram para receber a 1° dose da vacinar.  Hoje temos vacina disponível para todos. Então não justifica esse não comparecimento. E nós só iremos vencer a pandemia se todos se vacinarem com a primeira e a segunda dose”, alerta.

A elaboração do decreto está em estudo no momento na Procuradoria Municipal. “Nossa ideia é condicionar o cuidado consigo como uma forma de evitar a propagação do vírus, principalmente em ambientes fechados muito frequentandos. Garantindo assim a vacinação e proteção de todos. Se a população comparecer para se vacinar não será necessário nenhum decreto. Mas, no momento que estamos vivendo, onde percebe-se uma baixa adesão da turma mais jovem à vacinação, esse decreto exigindo o passaporte da vacinação pode ser um estímulo”, afirma Alcione Vasconcelos, diretora da Vigilância em Saúde de Camaçari.

Como forma de incentivar a vacinação a Prefeitura de Camaçari iniciou uma série de campanhas educativas. “Começamos nas redes sociais e outdoor e agora iremos ampliar para rádios, sonorização móvel e outras mídias digitais no intuito de orientar a população da importância da vacinação e que vacina boa é vacina no braço. Já publicamos o decreto exigindo que todos os servidores públicos se vacinem. E agora estamos na construção do decreto para população em geral.  Não mediremos esforços para garantir a vacinação de todo público-alvo de nossa cidade”, afirma José Gama, secretário de Governo.