Única no Nordeste com dois selos Bandeira Azul, Camaçari aposta no Turismo

Rios, praias e belezas naturais são características que também definem Camaçari. O município conta com 42 km de costa e a decisão da gestão municipal é desenvolver as potencialidades com foco no turismo, para impulsionar o estado e o país como destinos diferenciados para o turista que busca diversidade, aliada às riquezas natural e cultural. Um importante resultado desse empenho é a conquista das certificações Bandeira Azul para as praias de Guarajuba e Itacimirim. Com as premiações de qualidade ambiental, Camaçari tornou-se o único município do Nordeste com dois selos. Esse feito, aumenta a visibilidade internacional da costa de Camaçari, caracterizando-a como destino sustentável.

Para que uma praia seja contemplada com a certificação é preciso seguir rigorosamente 34 critérios, que têm como base quatro temas relacionados à gestão ambiental, educação ambiental, segurança e serviço, além da qualidade da água. O certificado Bandeira Azul ainda é considerado um dos mais importantes rótulos ecológicos internacionais de sustentabilidade, que é concedido às comunidades que se esforçam para gerenciar seus ambientes naturais.

-Publicidade-
-Publicidade-

O governo municipal tem atuado promovendo investimentos, esforços e estratégias para que o turismo se torne a principal atividade econômica da cidade. As atividades promocionais relacionadas ao segmento na costa de Camaçari serão trabalhadas junto a mercados emissores tradicionais e potenciais nacionais e internacionais, através de participação em eventos turísticos; confecção de material promocional; propaganda e publicidade; uma ampla programação esportiva, abrangendo esportes terrestres e aquáticos, e a realização de Famtour e Famtrips (ações publicitárias voltadas para divulgar e promover um destino ou empreendimento).

A prefeitura criou ainda o projeto Costa de Camaçari, que envolve propostas que vão desde a sinalização turística, passando pela qualificação de agentes da cadeia produtiva (ambulantes, baianas, barraqueiros, dentre outros), infraestrutura, instalação de postos de informações turísticas, de banheiros públicos, postos salva-vidas, mirantes, além de promoção de cursos.

“O turismo em Camaçari vem vivendo um novo momento. A gestão está unida e focada em trabalhar, fortalecer todos os 42 quilômetros de costa que nós temos. O prefeito Elinaldo entende a importância das atividades hoje para Camaçari. Com o processo de desaceleração da indústria, com o fechamento da Ford, nós temos hoje a atividade do turismo como uma atividade potente e fonte geradora de emprego e renda. Quando falo em turismo, não me refiro apenas ao turismo sol e mar, mas ao turismo étnico, rural, cultural, esportivo, de aventura, pois nós temos muitos produtos para ofertar ao turista. Entendemos também que o turismo indiretamente mexe com 52 setores da nossa economia, então ele movimenta toda uma cadeia de forma direta e indireta, o que gera desenvolvimento para toda a região”, pontuou a secretária do Turismo, Cristiane Bacelar.

Dentre as 13 zonas turísticas que compõem a Bahia, a costa de Camaçari teve destaque na revista Turismo e Hospitalidade, publicação nacional da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). A aposta na costa camaçariense foi case da edição do mês de junho de 2021, na qual foi ilustrada como potencial da Bahia para reverter a situação de crise pela qual o setor do Turismo atravessa, agravada pela pandemia. O reconhecimento veio por meio da Câmara Empresarial de Turismo (CET) da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo da Bahia (Fecomércio-BA).

A necessidade de requalificação de equipamentos turísticos, melhoria de infraestrutura e serviços públicos são condicionantes para a expansão turística no município. Os investimentos beneficiarão, de forma direta, a população das áreas selecionadas. Assim, com aperfeiçoamento das condições das áreas, busca-se também atrair atividades turísticas privadas adicionais e de melhor padrão, gerando oportunidade de emprego e aumentos dos níveis de renda e das receitas públicas.

Por outro lado, tendo em vista a função de desenvolvimento econômico, as atividades promocionais constituem-se em uma ferramenta indispensável e social a partir das potencialidades que a atividade apresenta, promovendo a geração e distribuição de renda, maximizando a geração de empregos, capacitando a população local e possibilitando a atração de investimentos da iniciativa privada.

O grande objetivo é lançar as bases de um processo de desenvolvimento autossustentável da atividade turística em Camaçari, priorizada pelo poder público como um dos agentes econômicos propulsores da economia local, pela capacidade significativa que possui para a geração de oportunidades de trabalho e aumento da renda local. Tal iniciativa decorre da percepção sobre a clara vocação turística que o município possui por conta dos diversos fatores de atratividade disponíveis, representados pelos seus recursos naturais, clima, infraestruturas pública e turística, tradições culturais e hospitalidade.

Com o objetivo de educar as novas gerações acerca da importância e potencialidades da atividade turística para o município, foi retomado o projeto Turismo nas Escolas. A iniciativa visa promover o sentimento de pertencimento, a fim de que as pessoas entendam que todo esse universo, composto pela sede, costa, zona rural, pertence a Camaçari.

Nas ações integradas, neste ano, com o protagonismo de Camaçari, foi formalizada a Câmara de Turismo da Costa dos Coqueiros, que é uma instância de governança turística regional e reúne oito municípios. A gestão municipal também tem dialogado com o estado em busca do fortalecimento do turismo, a ideia é que seja realizado um projeto estratégico entre os governos.

Ainda foram firmadas parcerias voltadas para informação, capacitação e acesso às linhas de crédito com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e com o Banco do Nordeste. Além da implantação de capacitação em parceria com a Concessionária Litoral Norte (CLN).

Para discutir e dar encaminhamento em ações de infraestrutura, mobilidade e iluminação viária na Estrada do Coco (BA-099), no trecho que percorre a costa de Camaçari e entorno, foi criado um grupo de trabalho multissetorial, composto por representantes do Executivo, Legislativo, da CLN e do Consórcio SG/Agerba. Dentre os projetos em discussão, estão a iluminação do canteiro central da via, ciclofaixas, sinalização turística, pistas de recuo e melhorias nas vias vicinais.

Com o intuito de unir esforços em detrimento da segurança pública da costa de Camaçari, a prefeitura tem dialogado com a Polícia Militar. A ideia é fazer um planejamento consolidado, com foco no Projeto Verão, para que a retomada do turismo no pós-pandemia seja com segurança.