Feira Orgânica do Polo Verde de Camaçari é inaugurada

Camaçari deu mais um passo para se tornar um polo agrícola. Dessa vez, com a inserção da agroecologia, com a produção de alimentos orgânicos de qualidade e certificados. É que foi lançada na tarde desta quarta-feira (6/10), a Feira Orgânica do Polo Verde de Camaçari, instalada na Praça Dos 46, sede do município.

No local, a população teve a oportunidade de encontrar uma variedade de produtos saudáveis, com preços acessíveis e o melhor, com selo orgânico de procedência comprovada. Não demorou muito para que as pessoas que transitam pela praça começassem a fazer as compras nas 10 barracas montadas, inicialmente, no lugar.

Realizada pela prefeitura, por meio da articulação da Secretaria do Desenvolvimento da Agricultura e Pesca (Sedap), em parceria com a Fundação Alphaville, a iniciativa mobiliza cerca de 60 agricultores rurais, distribuídos em 25 unidades produtivas do município e região, através do sistema de produção agrícola sem danos à natureza, orientada pelos vetores de viabilidade econômica e preservação do meio ambiente.

O secretário da pasta, Antonio Falcão, falou que a inauguração da feira marca a culminância de mais um trabalho árduo realizado pela Sedap. “O objetivo da feira é proporcionar à população de Camaçari e visitantes, o acesso a alimentos orgânicos certificados. O lançamento é mais uma ação que visa fortalecer o desenvolvimento da agricultura no município, que já mostrou o seu potencial na agricultura convencional e agora irá se destacar na agroecológica. Esse é só o início, pois a ideia é expandir a feira para diversas regiões da cidade, uma vez que sabemos da existência da demanda por parte da população”, ressaltou.

Para Débora Silva e Silva, especialista em Projetos Sociais da Fundação Alphaville, construir essa parceria com a prefeitura, por meio do Programa de Agroecologia Zé Menezes, a fim de valorizar ainda mais os produtores da região, foi uma missão gratificante. “Contribuir para certificar esses produtores com o selo de produção orgânica nos traz muita honra. Tenho certeza que, em aproximadamente cinco anos, Camaçari se tornará referência estadual de produção, gestão e comercialização de orgânicos na região. A nossa meta é trabalhar juntos para fazer parte desta história”, concluiu.

O presidente da Associação dos Produtores Orgânicos Polo Verde, Édio Gomes da Silva, 56 anos, popularmente conhecido como seu Nô, morador da localidade de Cancelas, falou que os produtores já faziam a gestão agroecológica, mas não tinham a certificação. “Todo o processo que passamos até chegar aqui é a concretização de um sonho, uma vontade antiga da gente, que foi possível graças à parceria entre a prefeitura e a Fundação Alphaville. Agora vamos poder dar mais visibilidade e vazão aos nossos produtos e mostrar que o alimento orgânico tem valor, pode ser grande, bonito e viçoso, além de poder ser comprado por qualquer pessoa”, pontuou.
A feira começou com o pé direito e chamou a atenção da população pela organização, estrutura e variedade de produtos. Como foi o caso do auditor Rodolfo Pereira, 45 anos, que não mora, mas trabalha na cidade. Ele comprou e elogiou a iniciativa. “Camaçari precisava de uma feira dessa, bem estruturada e que traz um diferencial para a cidade, além de ajudar a fortalecer a agricultura, geração renda e ofertar produtos saudáveis e de qualidade”, avaliou.

De acordo com o coordenador de Agricultura Orgânica da Sedap, José Luiz dos Santos, a pasta está apostando que daqui para frente os agricultores irão expandir ainda mais os negócios dentro e fora de Camaçari, por que estão aptos para vender, inclusive, para outras cidades. Essa é a primeira edição da feira, que acontecerá sempre às quartas-feiras, das 13h às 18h, na Praça dos 46. A dinâmica da iniciativa ocorrerá por meio de rodízio entre os agricultores que produzem e vendem produtos orgânicos certificados.

O gestor da Secretaria de Relações Institucionais (Serin), José Matos, a coordenadora do Núcleo Polo Verde da Sedap, Daniela Ornelas, e Fernanda Toledo de Oliveira, diretora da Fundação Alphaville, também estiveram presentes no ato de inauguração.

Foto: Isaac Coelho