Policiais Militares são acusados de invasão e destruição de assentamento em Camaçari

Na madrugada do último sábado (20), cerca de 30 homens encapuzados invadiram o assentamento Tererê, localizado em Catu de Abrantes, no município de Camaçari e, com o auxílio de um trator, em torno de 12 casas foram derrubadas ou mesmo incendiadas.

Apesar de existirem 30 famílias habitando o local há mais de 05 anos, conforme declarou Davi Piedade, advogado das vítimas, moradores afirmam que o local é visado para construção de um condomínio de luxo, possível razão do ataque.

-Publicidade-
-Publicidade-

A Polícia Militar informou ainda que, entre os 30 homens envolvidos na ação, 05 são policiais militares. Moradores já haviam comentado a presença de policiais no local, mas a confirmação de envolvimento dos militares foi determinada oficialmente posteriormente.

Chegaram gritando. Um pessoal armado. É tudo ladrão. Levaram carne, cerveja, tudo que tinha de comida eles levaram. Até minha caixa de som eles levaram. Perdi tudo. Cheguei na delegacia ontem depois de uma da manhã e saí agora“, disse um dos moradores que teve a casa demolida.

Não teve conversa. Chegaram demolindo as casas, quebrando as casas e, algumas delas, que eram de madeira, atearam fogo“, afirmou um residente do local.

Se a gente não acordasse rápido e saísse correndo, tinham derrubado por cima da gente“, declarou um dos moradores do local que prefere não se identificar.

Ainda segundo a PM, policiais foram contatados por volta de 1h15 do último sábado após denúncia de moradores do local, informando invasão e disparo de arma de fogo. Todos os suspeitos foram encaminhados para a 27ª Delegacia, em Itinga, Lauro de Freitas. Os policiais envolvidos na ação foram encaminhados para a  Corregedoria-Geral da PMBA. Até o momento, não se sabe se permanecem detidos.

Fonte: UOL